Zagueiro do Olympique refuta acusação de racismo: "Não existe lugar para isso"
Foto: Divulgação/PSG

Após derrota do PSG por 1 a 0 para o rival Olympique de Marseille neste domingo (13), em jogo válido pela terceira rodada da Ligue 1, o brasileiro Neymar foi expulso após agredir o zagueiro Álvaro, que teria chamado o atacante de "macaco filho da p***".

O atacante foi um dos jogadores envolvidos na confusão nos acréscimos e levou cartão vermelho depois de acertar um tapa na cabeça do zagueiro. Em seu Twitter pessoal, o craque brasileiro se manifestou sobre o ocorrido e relatou que foi vítima de racismo.

González também respondeu na rede social, afirmando que não existe lugar para o racismo, e disse ter carreira limpa. Por fim, destacou que Neymar precisava saber perder e assumir em campo.

De acordo com a rádio francesa “RMC”, Neymar pode pegar até sete jogos de suspensão por conta da agressão, enquanto González poderia pegar gancho de até 10 partidas por ofensas racistas. O brasileiro irá desfalcar o PSG no próximo confronto diante do Metz na quarta-feira (16), pela Ligue 1, para cumprir suspensão automática devido ao cartão vermelho recebido no clássico.

VAVEL Logo