L’Équipe 75 anos: uma história de superação e referência no jornalismo
Foto: divulgação L’Équipe

Neste 28 de fevereiro, o jornal francês L’Équipe completa 75 anos de existência. Fundado por Jacques Goddet, o veículo sucede uma antiga esportiva chamada L’auto e torna-se a grande referência em Paris no cenário pós Segunda Guerra Mundial.

Nascendo antes mesmo do futebol ser o esporte mais popular do país - perdia para o Ciclismo - seu DNA futebolístico está desde a essência. Ex-diretor da L’Auto, Jacques fundou sua própria mídia especialmente pelo gosto de ler notícias esportivas variadas. Nessa época o L’Équipe compra a magazine France Football e junto do jornal Le Parisien latrocinam eventos como Tour de France, além de criar em 1959 o extinto Cahiers del L’Équipe (2007).

O crescimento do jornal foi tamanho que nos anos 80 criaram uma revista Magazine, anos mais tarde, em agosto de 1998 funda-se a L’Équipe TV e em 2000 o site da empresa e em 2007 a rádio RTL-L’Équipe.

Com o título mundial da seleção francesa em 2018, o site bate seu recorde de visitações no período. Anualmente, o jornal elege os melhores esportistas do ano (desde 2012 elegem atletas femininas), tendo como maiores recordistas recentes o Rafael Nadal e Roger Federer, com 4 troféus para cada.

Um fator curioso que se popularizou entre os brasileiros é a opinião costumeira dos jornalistas do L’Équipe, nas críticas por vezes exageradas com Neymar. “La piège du cristal”, “A repris la course” e “Neymar la malédiction” são artigos fortes contra o atacante.

Apesar disso, o jornal é uma das maiores referências mundiais e ostenta 37,3 milhões de páginas de esporte lidas e mais de 2,6 milhões de visitas instantâneas no site, além de mais de 216 mil exemplares circulados no país.

VAVEL Logo