Goleiros roubam a cena e Espanha elimina Suíça da Eurocopa nos pênaltis
Foto: Divulgação/Seleção Espanhola

O Estádio de Wembley recebe na próxima semana o jogo entre Itália e Espanha, que vai disputar a semifinal da Eurocopa após eliminar a Suíça nos pênaltis na última sexta-feira (2) em São Petersburgo, na Rússia.

Luis Enrique montou a equipe com duas alterações, ambas na defesa, sendo uma na zaga (Pau Torres na vaga de Eric García) e outra na lateral-esquerda Jordi Alba ganhou a posição de Gayá. Mesmo com mudanças, a Espanha manteve o estilo de valorizar a posse de bola, mas não conseguia criar e chegava mais ao gol de Sommer em cruzamentos ou jogadas de bola parada. O gol saiu após cobrança de escanteio. 

Sem o capitão da equipe, Xhaka, o técnico Vladimir Petković escalou Zakaria no meio de campo, mas logo no início ele teve a infelicidade de participar do gol da Espanha. Jordi Alba chutou, a bola tocou nele e enganou o goleiro Yann Sommer. Azpilicueta quase ampliou em cabeçada ainda no primeiro tempo.

Enquanto isso, Shaqiri comandava as ações da Suíça, que aproveitava os espaços e investia nos contra-ataque, e foi ele próprio que empatou aos 22 do segundo tempo, após a defesa espanhola bater cabeça. Laporte e Pau Torres se atrapalharam ao trocar passes na área, Freuler foi mais esperto e rolou para o camisa 23 empurrar pro gol. Oito minutos depois, a torcida suíça que era maioria no estádio levou um balde de água fria com a expulsão de Freuler. O jogador da Atalanta atingiu a canela de Moreno com a sola da chuteira e recebeu o vermelho direto.

Com domínio da posse de bola mas sem efetividade para criar jogadas ou infiltrações, a Espanha insistia em cruzamentos e no 11 contra 10 e incomodou Sommer em chegadas de Moreno e Koke. O jogo foi para a prorrogação e se faltou emoção durante os 90 minutos, no tempo extra foi um verdadeiro ataque contra defesa que os números ajudam a explicar - 18 finalizações, todas da Espanha, sendo oito na direção do gol.

Sem pontaria e com grande atuação de Sommer, a decisão da vaga na semifinal foi decidida nos pênaltis. Quando a bola foi para a marca da cal os goleiros brilharam. Unai Simón defendeu as cobranças dos zagueiros Schär e Akanji, Sommer pegou a bola de Rodri.

Os suíços converteram apenas um pênalti, com Gavranovic. Busquets bateu na trave, mas Dani Olmo, Moreno e Oyarzábal balançaram a rede e classificaram a Espanha para enfrentar a Itália.

Duelo de campeãs na reta final

Em 2021 a Espanha tem a chance de se consolidar como maior vencedora da Eurocopa, com quatro títulos, após levantar a taça em 1964, 2008 e 2012. Para isso é preciso passar pela Itália, campeã em 1968 e que levou apenas um gol até agora. A semifinal será na terça-feira (6) em Londres, no estádio de Wembley, e quem avançar pega Dinamarca ou Inglaterra na decisão.

Espanhóis e italianos também vão se enfrentar nas semifinais da UEFA Nations League, em outubro. 

VAVEL Logo