Torcedores do Corinthians presos em Oruro voltam ao Brasil no domingo
Corintianos comemoram liberdade após três meses e meio presos (Foto: La Patria)

Sete dos 12 torcedores do Corinthians que foram presos na cidade de Oruro (BOL), acusados de participarem da morte do menino boliviano Kevin Espada, foram libertados na última quinta-feira (6) e retornam ao Brasil neste domingo (9), segundo a embaixada brasileira em La Paz, capital da Bolívia.

Nesta sexta-feira (7), os corintianos assinaram a regularização da volta ao país. "A melhor maneira de ajudar é amparar as famílias que estão no Brasil", confortou o ministro conselheiro Eduardo Saboia, após convencerem os brasileiros soltos a não permanecer em Oruro para se solidarizar com os outros cinco que ainda estão na cadeia.

Kevin Beltrán Espada, de 14 anos, assistia a partida entre San José (BOL) e Corinthians pela Libertadores 2013, quando foi atingido por um sinalizador, que veio da torcida do time paulista, e morreu. Após o ocorrido, 12 torcedores foram detidos em 20 de fevereiro por terem parcela na morte do garoto.

Em maio, um menor filiado a uma torcida organizada do clube se apresentou à Justiça como autor do disparo e prestou depoimento ao consulado boliviano em São Paulo. Contudo, os corintianos permaneceram presos na Bolívia. Os sete brasileiros foram liberados após análise de digitais do rapaz menor de idade e de fotos dos locais em que os torcedores estavam no estádio.

VAVEL Logo