No último jogo antes da estreia internacional, Cruzeiro recebe o Villa Nova no Mineirão
Marcelo Moreno será a aposta para a partida depois da lesão de Borges (FOTO:Rodrigo Clemente/D.A Press)

A ansiedade do torcedor é uma, a competição é outra e assim vai o Cruzeiro para o terceiro compromisso pelo Campeonato Mineiro de 2014, nesta quarta-feira (05) contra o Villa Nova, no Mineirão. O time celeste já se prepara para a estreia na Libertadores, marcada para o dia 12, na próxima terça-feira. No entanto, ainda há jogos no calendário e o elenco celeste acredita estar focado para dar um passo de cada vez, sem atropelos.

O adversário celeste para o jogo é o Villa Nova, o que faz do confronto desta quarta uma reedição da semifinal do estadual de 2013 e da histórica final de 97. O Villa teve um começo de campeonato atribulado e quer vencer para se reabilitar, num prognóstico bastante diferente do que ocorreu na temporada anterior. Com duas vitórias tranquilas, o Cruzeiro eliminou o Leão do Bonfim sem problemas e foi à final. Jogadores e o técnico Paulinho Kobayashi acreditam que podem mudar isso.

Com planejamento pensando na Libertadores, titulares devem jogar pela última vez antes de ir ao Peru

O técnico celeste Marcelo Oliveira já adiantou que a partida contra o Villa poderia ser a última com o time-base cruzeirense em campo. Pensando em poupar atletas, o comandante mandaria um esquadrão bastante misto para o jogo contra o América-MG no domingo. A preocupação de Oliveira não é infundada, já que o primeiro jogo do Cruzeiro na Libertadores será em condições extremas. A 3200 metros de altitude, os azuis visitarão o Real Garcilaso em Huancayo e os efeitos do oxigênio escasso podem ser amenizados em jogadores descansados.

A única baixa no elenco para os próximos confrontos é o atacante Borges. O camisa 9 sofreu uma lesão muscular ainda no primeiro tempo da partida contra a Caldense, no último sábado e deverá perder alguns jogos. Com isso, foi dada a Marcelo Moreno sua primeira grande chance desde o retorno a Belo Horizonte. O centroavante sabe que ainda não está em sua melhor forma e por isso, pediu paciência à torcida. "Sei que serei cobrado. Vou continuar trabalhando forte e focado. Que possam ter paciência comigo, com mais minutos, vou evoluir", disse o camisa 18.

Moreno não balança as redes desde julho de 2013 e há 5 meses, não joga uma partida completa. Sobre isso, o jogador também se pronunciou, dizendo estar ansioso para marcar o primeiro gol de seu retorno com a camisa celeste. "Tentarei fazer meu primeiro gol porque estou ansioso para ajudar o Cruzeiro. O tempo que eu puder jogar, com certeza, será bom pra mim", ponderou. A concorrência de Moreno no setor não terminou com a saída temporária de Borges. Marcelo Oliveira já admitiu que pode tentar utilizar Ricardo Goulart e Júlio Baptista como homens de referência, deixando o boliviano apreensivo. "É natural. Estou trabalhando para buscar meu espaço e a decisão é toda do professor", finalizou.

Buscando quebrar um tabu de 15 anos, Villa promete dar trabalho

O Villa sempre deu trabalho aos clubes da capital e procurará manter a escrita nesta quarta. A missão, porém, fica ainda mais hercúlea quando o adversário é o Cruzeiro. O time de Nova Lima está há 15 anos sem vencer o clube celeste e procura dar um fim ao estigma na oportunidade de hoje. Nesse período de seca para os alvirrubros, aconteceram 21 partidas. O Cruzeiro venceu 14 e o empate não saiu do placar em sete oportunidades. No total, Villa e Cruzeiro se enfrentaram 236 vezes, 119 vitórias azuis contra 45 do Leão. Os empates estão na casa dos 72.

Com essa tarefa em mãos, o técnico Paulinho Kobayashi quer mostrar a seus comandados que é possível bater o Cruzeiro e retirar das costas o peso de 15 anos sem um triunfo diante do rival. Contudo, o elenco do Castor Cifuentes terá problemas. Enquanto Léo é novidade no ataque, retornando de contusão, as laterais se apresentam como o problema do time. André Luiz foi vetado e Kobayashi deverá improvisar o zagueiro Fábio Fidélis na ala-esquerda. Os destaques do Villa ficam por conta dos ex-atleticanos Mancini e Welton Felipe, que deverão estar em campo como titulares.

VAVEL Logo