Nos pênaltis, Atlético-PR vence Sporting Cristal e se classifica para a fase de grupos

O Atlético-PR recebeu o Sporting Cristal nesta quarta-feira (05) pela fase prévia da Copa Libertadores da América buscando reverter a vantagem do time peruano e se classificar para a fase de grupos da competição, e os paranaenses conseguiram igualar o placar de 2 a 1 a primeira partida com um pênalti cobrado por Éderson no último minuto. Nas penalidades, Weverton brilhou e o Furacão se classificou com o 5 a 4.

Com a vitória, o Atlético-PR entrou no Grupo 1 da Libertadores e enfrentará Velez Sarsfield, The Strongest e Universitario.

O primeiro tempo da partida foi marcada pelo nervosismo e também pelo grande número de faltas e cartões. Foram cinco amarelos e dois vermelhos nos 45 minutos iniciais.

Aos 17 minutos de jogo Zezinho e Balbín trocaram empurrões depois de uma dividida e o árbitro Alvarenga resolveu expulsar os dois jogadores.

Com a bola rolando, o Atlético foi melhor e teve duas chances de abrir o placar, mas Marcelo parou nas mãos de Penny enquanto Éderson cara a cara com o goleiro chutou por cima.

Manoel já vinha sendo o melhor jogador do Atlético em campo ao salvar duas vezes a equipe travando os chutes de Lobatón e Cossio, mas foi alçado a condição de herói realmente ao marcar o primeiro gol do jogo aos 16 minutos do segundo tempo. Mérida, que entrou no intervalo, cobrou falta na cabeça do zagueiro que testou para as redes.

Mas a sorte de Manoel e do Atlético acabou logo no minuto seguinte quando saiu o gol de empate do Sporting Cristal. Depois da cobrança de falta, a defesa do rubro-negro parou e a bola sobrou para Ávila, livre no segundo pau, marcar para os peruanos.

Aos 20 minutos mais uma expulsão. Cossio deu entrada dura em Manoel no meio do campo e levou o segundo amarelo deixando o Sporting Cristal com apenas nove jogadores.

Com um jogador a mais e precisando de dois gols para se classificar, o Atlético começou a pressionar o Sporting Cristal, mas não chegou a ter nenhuma oportunidade clara de fazer o gol que levaria a partida para os pênaltis.

A vantagem numérica do Atlético foi para o espaço nos minutos finais quando o atacante Marcelo sentiu dores e teve que sair de campo e o time paranaense não tinha mais substituições a fazer.

Mas mesmo assim, o Atlético lutou e conseguiu um pênalti aos 49 minutos. Cleberson iria fazer o segundo gol, mas Ortiz colocou a mão na bola para impedir e o árbitro marcou a infração e expulsou o jogador. O artilheiro Éderson cobrou e fez o gol que salvou o Furacão e levou a partida para as penalidades.

Disputa de pênaltis

Nos pênaltis, Éderson e Lobatón fizeram na primeira série de cobranças. Em seguida, Penny defendeu a cobrança de Deivid e Cazulo botou o Sporting Cristal na frente. Mérida empatou tudo de novo, mas Advíncula botou os peruanos novamente em vantagem. Penny defendeu a cobrança do jovem Nathan e Weverton defendeu o chute de Delgado. Nathanael botou o Atlético novamente no jogo enquanto Calcaterra isolou.

Depois dos cinco pênaltis regulamentares, Mosquito abriu as alternadas e botou o Atlético em vantagem e Nuñez empatou para o Sporting Cristal. Manoel fez 5 a 4 e Aquino chutou na trave.

VAVEL Logo