No Peru, Cruzeiro inicia caminhada na Libertadores diante do Real Garcilaso

Dois anos longe da maior competição do continente, o Cruzeiro está de volta à Libertadores e é um dos grandes favoritos a conquista da taça. A caminhada celeste em busca do tricampeonato começa nesta quarta-feira (12), diante do Real Garcilaso, em Huancayo, no Peru. A partida começará às 22h (horário de Brasília) e Marcelo Oliveira não terá grandes problemas para escalar sua equipe.

A única baixa confirmada é o atacante Borges. O camisa 9 sofreu uma lesão na coxa esquerda na partida contra a URT, pelo Campeonato Mineiro e ainda está em fase de recuperação. Marcelo Moreno é o grande candidato a ficar com a vaga, mas o treinador cruzeirense não descartou utilizar Julio Baptista mais adiantado.

Leia mais - Guia VAVEL da Copa Libertadores: Cruzeiro

De resto, Marcelo só não terá à disposição jogadores que ainda não atuaram na temporada, como o lateral-esquerdo Miguel Samudio. O paraguaio está em fase final de recuperação e espera-se que em no máximo 15 dias possa fazer sua estreia pela Raposa. Ainda sobre a escalação, o técnico celeste tranquilizou a torcida.

"Aparentemente está tudo bem, mas vamos ver o esforço nos treinamentos para avaliar melhor quem sente mais. Acho que a cabeça dos jogadores está boa e o time é bem ajustado. Isso tudo ajuda, acho que vamos fazer um bom jogo", disse Marcelo.

Podemos dizer que o Real Garcilaso também é 'visitante' em Huancayo. A equipe natural de Cuzco não conta com o estádio local, que está em reformas. A primeira opção da equipe peruana era a longínqua Espinar, de difícil acesso e com estrutura muito acanhada. O Cruzeiro vetou a indicação e a Conmebol confirmou o veto, levando a partida para Huancayo, a 700 quilômetros de Cuzco.

Sobre o adversário, o time cruzeirense diz ter o conhecimento necessário para fazer uma boa partida e sair com os três pontos. "Nós temos uma base do time do adversário. Vimos alguns jogos. Eles trocaram a dupla de zaga há uma semana, os dois meias, mas tem uma base. Jogadores altos que utilizam muito disso, o chute de fora da área, que é típico de quem joga na altitude. Então vamos nos preparar bem principalmente para fazer um grande jogo", completou o técnico do Cruzeiro.

Leia mais - Guia VAVEL da Copa Libertadores: Real Garcilaso

Mesmo não sendo o estádio com que está familiarizado a jogar, o Garcilaso deve utilizar os 3.200 metros de altitude de Huancayo como grande triunfo para conseguir um bom desempenho na partida. Ainda novato em Libertadores e com um plantel limitado e desconfigurada em relação a última temporada, é muito dificil de se esperar que os peruanos repitam a boa campanha de 2013.

VAVEL Logo