Evitando projeções, Júlio César prefere pensar só em Camarões
Para Júlio César, Brasil precisa ter cuidado com Camarões (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Na tarde desta quinta-feira (19), após o treinamento na Granja Comary, o goleiro Júlio César concedeu entrevista coletiva e falou do seu pensamento para o futuro do Brasil na sequencia da Copa do Mundo. O jogador deixou claro que prefere não comentar sobre o possível adversário das oitavas de final, que será definido entre Holanda e Chile. Segundo o arqueiro, é preciso respeitar a equipe de Camarões, próximo adversário do Brasil, para só depois, se garantir a classificação, pensar na próxima fase. 

“Vou ser sincero. Eu não gostaria de responder quem prefiro nas oitavas. Primeiro temos que jogar contra Camarões e falar disso agora seria um desrespeito com eles. Se tiver que falar sobre este assunto, vou falar, mas só, se Deus quiser, depois da classificação”, afirmou o goleiro. 

Júlio César elogiou a seleção camaronesa, que está eliminada da Copa do Mundo e jogará só para cumprir tabela. Ele também afirmou que o objetivo da Seleção Brasileira é terminar a primeira fase do Mundial na primeira colocação do Grupo A, independente do adversário que vier pela frente nas oitavas de final. 

“A seleção de Camarões é forte e vai querer mostrar serviço, mesmo eliminada. Nosso objetivo é terminar essa primeira fase no primeiro lugar do grupo. A Seleção (Brasileira), em toda competição que disputa, tem sempre o pensamento de fazer o melhor. Temos essas condições, não pensando em fugir de A, B ou C”, explicou. 

Por fim, o goleiro falou sobre as condições climáticas no treinamento desta quinta-feira (19), que foi sob chuva e frio. De acordo com Júlio César, treinar nestas condições é importante pois ajuda aos goleiros a se prepararem para uma situação que pode acontecer durante as partidas. 

“A gente tem visto muitos jogos sob chuva e isso pode acontecer conosco. Treinar no frio é bem importante para os goleiros, pois a bola fica molhada e, além disso, levamos chuva no rosto. Isto é bom porque ajuda a ficar preparado para uma situação que pode ocorrer no futuro”, encerrou.

Brasil e Camarões se enfrentam nesta segunda-feira (23), às 17h00 (Brasília), no estádio Mané Garrincha, na capital federal. Ao mesmo tempo, Croácia e México duelam por uma vaga nas oitavas de final na Arena Pernambuco, em Recife.  

VAVEL Logo