Bragantino e Náutico medem forças para encerrar Série B com dignidade
Foto: Divulgação/Náutico

A tarde deste sábado (28), no Nabi Abi Chedid, poderia reservar um duelo por uma das vagas no G-4 e, consequentemente, definindo o acesso à elite. Os resultados do último fim de semana, porém, fizeram com que Bragantino e Náutico meçam forças apenas para cumprir tabela e finalizar a Série B do Campeonato Brasileiro de maneira digna. As equipes se enfrentam, pela 38ª rodada do certame, a partir das 17h30 (de Brasília) visando apenas os três pontos para encerrar o torneio de cabeça erguida.

No último sábado (21), o Massa Bruta mostrou que estava disposto a brigar por um lugar entre os quatro melhores times do campeonato ao bater o Paraná, em pleno Durival de Britto, por 2 a 0. A vitória fora de casa deixou os alvinegros na 5ª colocação, com 60 pontos, somando inclusive o mesmo número de triunfos de Vitória, Santa Cruz e América-MG, que confirmaram o retorno à Série A na última partida.

No mesmo dia, o Timbu não sucumbiu dentro de seus domínios e venceu o Bahia, sem pretensões, por 1 a 0 na Arena Pernambuco. O resultado positivo diante da torcida fez com que o alvirrubro de Rosa e Silva saltasse para a 6ª posição, também com 60 pontos, mas atrás pela quantidade de êxitos na Segundona.

O comando do apito da última apresentação dos escretes no ano será de responsabilidade do carioca Alexandre Vargas Tavares de Jesus, que ocupa o quadro da CBF. Ele será auxiliado pelos paulistas Alex Alexandrino e Leandro Matos Feitosa, também membros do escalão nacional.

Wagner Lopes com apenas uma dúvida para confirmar Bragantino

A última rodada, que poderia dar empolgação ao Bragantino, acabou sendo de frustração. Sem chances de conseguir o acesso à elite, coube aos torcedores lamentar e ter que aguardar a oitava participação consecutiva na Série B. Mesmo assim, o Massa Bruta vai a campo com força máxima, visando garantir a 5ª posição.

Sem ausências por contusão ou suspensão, o técnico Wagner Lopes mantém a base titular que vinha atuando para tentar confirmar os três pontos dentro de casa. A única dúvida para confirmar a equipe, porém, fica no ataque. Um dos destaques, o atacante Jobinho, volta a ser opção e disputa vaga com Rodolfo, mas fica atrás na briga.

O meia Alan Mineiro foi um dos atletas que mais ficou triste com a não conquista de uma vaga na Série A. O meio-campista lamentou os outros resultados da rodada, contudo garante que entrará em campo para manter a dignidade, exaltando a tradição e a história do escrete alvinegro.

"Fizemos a nossa parte, mas é triste. Queríamos chegar na última rodada ainda com chances, porém infelizmente os outros resultados não nos ajudaram. Agora, vamos jogar a última dignamente para honrar a camisa do Bragantino, que merece ser respeitada", afirmou o jogador.

Náutico vai com desfalques para encerrar Série B

O clima de despedida vem contagiando o Náutico não só nos jogos, mas também com aqueles que compõem o clube. O treinador Gilmar Dal Pozzo, que chegou no decorrer da Série B, tem futuro incerto e não sabe se continuará à frente do time em 2016, voltando para sua casa em Santa Catarina após o duelo.

Para o último confronto do ano, o técnico alvirrubro terá desfalques importantes, já que vinham sendo utilizados como titulares durante a competição. Lesionados, o volante Willian Magrão e o goleiro Júlio César se juntam a Jackson Caucaia e ao meia Dakson, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

As novidades são as entradas de Rodolpho, Marino e Niel nas vagas de Júlio César, Jackson Caucaia e Willian Magrão, respectivamente. O comandante do Timbu ainda reforçou o empenho que o elenco da equipe pernambucana deverá ter no encerramento das atividades no ano, enaltecendo a torcida.

"Temos de honrar a camisa do Náutico. Infelizmente não conseguimos o nosso objetivo que era o acesso, mas é fundamental terminar o ano vencendo. É bom para todos e uma demonstração de respeito com a torcida alvirrubra e, além disso, ser quinto colocado é melhor do que ser sexto", garantiu Dal Pozzo.

VAVEL Logo