Cruzeiro volta a vencer Botafogo e avança na Copa do Brasil
Foto: Washington Alves/Lightpress/Cruzeiro

Em partida de volta da Copa do Brasil, Cruzeiro e Botafogo se confrontaram na noite desta quarta-feira (21), no Mineirão. Na partida de ida, a equipe mineira aplicou goleada por 5 a 2 fora de casa. O alvinegro parecia não ter muitas expectativas de reverter o placar e entrou em campo com time misto.

A Raposa conhecerá seu próximo adversário nesta sexta (23), quando a CBF sorteará os confrontos das quartas de final. Os jogos serão disputados nos dias 28 de setembro e 19 de outubro. 

O time de General Severiano agora busca foco total no Brasileirão para escapar de qualquer chance de rebaixamento, desta forma poderá sonhar com a vaga no G-4. Seu próximo desafio é no Estádio Independência contra o lanterna América-MG, sábado (24), às 21h;

Botafogo não busca jogo e Cruzeiro amplia vantagem

O primeiro susto dos cariocas foi aos dois minutos e do próprio zagueiro, Renan Fonseca tentou cortar cruzamento e quase marcou contra. Antes de marcar dez minutos de jogo, a Raposa bem que arriscou de longe, mas não levou muito perigo.

O Botafogo conseguia manter um jogo de igual para igual nos minutos iniciais. Em rebote da zaga, a bola sobrou para Lindoso finalizar bem de fora da área, mas o goleiro Rafael estava atento e fez defesa.

Aos 25 minutos, o time carioca voltou a fazer lambança. Desta vez foi Bruno Silva em recuo bizonho para Helton Leite, que além de dominar mal, escorregou, mas conseguiu afastar a bola antes que Ábila chegasse.

Apesar de ter a vaga praticamente certa, a Raposa queria buscar o gol para alegrar os pouco mais de 10 mil torcedores presentes. Perto dos 30 minutos da primeira etapa, Élber se livrou da marcação de Lindoso e cruzou para Manoel cabecear com perigo sobre o gol do Botafogo.

Pouco tempo depois, quase na reta final do primeiro tempo, o time da casa abriu o placar. Em cobrança de escanteio, Bruno Rodrigo subiu mais que seu marcador, Emerson Silva, e cabeceou no cantinho, sem chances para o goleiro.

Etapa final lenta definiu o rumo da partida

Já garantido na próxima fase, Mano Menezes optou por poupar Ábila e iniciou a etapa complementar com Willian. O Glorioso ainda tentou ser mais ofensivo nas jogadas, mas o fraco ataque impedia bons resultados.

Logo no início, Diego fez boa jogada e deixou para Luis Henrique completar, sem ritmo, o atacante pegou mal na bola e não conseguiu a finalização. Jair Ventura tentou dar forma ao time e colocou Rodrigo Pimpão e Yaca Nuñez. O argentino ainda tentou finalizar, aos 22 minutos, mas Rafael espalmou mais uma vez.

Na metade da segunda etapa, o Cruzeiro voltou a ameaçar. Bruno Silva fez falta perto da área, na cobrança Lindoso tirou e a bola sobrou para Rafinha finalizar perto da trave. Aos 28 minutos, foi a vez de Edimar tentar e em cobrança o lateral carimbou o travessão.

Quanto mais próximo do fim, mais o jogo esfriava, os times pouco criavam e só aguardavam o apito final.

VAVEL Logo