Processo do STJD é cancelado e Santa Cruz não sofrerá punição

Nesta segunda-feira (13) o Santa Cruz teve uma boa notícia direto do Rio de Janeiro. Isso porque o advogado Eduardo Lopes foi até o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para finalmente descobrir se o clube seria processado ou não pela questão de atrasos salarias durante o ano passado. Para alegria tricolor, o STJD acabou arquivando o processo, alegando que a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenafap) que entrou com a ação, não tinha legitimidade para dar continuidade ao processo.

As informações que chegaram do clube pernambucano, foram que a Fenafap não tinha legitimidade para abrir um processo, pois não foi autorizada por nenhum atleta envolvido para fazer isso. Além disso, o Santa vem se esforçando para quitar com todas as dívidas possíveis, seja de jogadores, ou até mesmo de funcionários.

O vice-presidente jurídico do clube e advogado, Eduardo Lopes, que estava no Rio de Janeiro, comentou sobre o assunto: "Acabei de sair do STJD aqui no Rio, e o processo da Fenafap foi cancelado. Os auditores sequer analisaram o mérito em razão de vícios formais que alegamos sobre legitimidade de parte (denunciante)", disse.

A Fenafap tinha entrado com o recurso em outubro de 2016, no qual havia requerido até perdas de pontos para o time coral no Brasileirão de 2016, usando um dos artigos para clubes envolvidos na Série A que devessem salários a mais de 30 dias. No caso do Santa, o clube coral passou quatro meses sem pagar seus atletas(julho, agosto, setembro e outubro). 

Segundo a diretoria do clube pernambucano, eles ainda tentaram chegar a um acordo com a própria Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol, contudo, como não tiveram nenhuma resposta, deram continuidade com o processo lá mesmo no Rio de Janeiro. E vale salientar, que mesmo o Santa tendo caindo para Série B, poderia ser punido de forma na qual começasse a competição com menos alguns pontos nesta temporada. 

VAVEL Logo