Após elogio de Eutrópio, reservas do Santa Cruz empatam jogo-treino com Agap
Empate é o primeiro resultado diferente de derrota na história da Agap (Foto: Divulgação/Santa Cruz)

A derrota para o Náutico, pela Copa do Nordeste, não foi tão ruim ao Santa Cruz, que ainda está com boas chances de garantir a vaga na 2ª fase. Mesmo assim, a atuação fraca do Mais Querido foi lamentada pelo técnico Vinícius Eutrópio, que apontou falhas na equipe. Apesar disso, Eutrópio deu respaldo aos reservas, sinalizando que pode mexer visando o jogo contra o Central no próximo sábado (18).

Sem baixas por lesão ou suspensão, o treinador coral reconhece que a necessidade de modificar as peças pode ajudar no rendimento. Para o comandante, os titulares contra o Timbu foram os considerados ideais: "Meu pensamento para o jogo (do Náutico) foi colocar o que tínhamos de melhor e minha linha de raciocínio foi respeitar quem estava bem. É verdade que, quem jogou contra o Salgueiro, deu conta do recado e, se sentir que precisa mudar, vamos fazer sem problema algum", disse.

Após folga geral nessa segunda-feira (13), os atletas voltaram a treinar na tarde desta terça-feira (14), em atividade realizada no Arruda, palco do confronto ante a Patativa no fim de semana. O treinamento foi um jogo-treino diante da Agap, visando apenas manter o ritmo de jogo dos jogadores.

Poupando titulares da movimentação, corais ficam apenas no empate em jogo-treino (Foto: Divulgação/Santa Cruz)
Poupando titulares da movimentação, corais ficam apenas no empate em jogo-treino (Foto: Divulgação/Santa Cruz)

Contando com apenas os suplentes e que não atuaram os 90 minutos no embate contra os alvirrubros, a Cobra Coral acabou surpreendida e ficou no empate em 1 a 1. O duelo, que contou com jogadas duras dos dois lados, foi bem equilibrada. Os tricolores até saíram em vantagem, porém cederam a igualdade, com gols marcados na primeira etapa.

Nos primeiros 40 minutos da movimentação, o time foi escalado com: Jacsson; Gabriel Vallés, Walter, Eduardo e Tiago Costa; Elicarlos, Thiago Primão, Júlio Sheik, William Barbio e André Luís; Facundo Parra. Já nos últimos 40, a base sofreu algumas alterações e foi com: Miller; Nininho, Otávio, Walter e Eduardo; Wellington Cézar, Lucas Gomes e Marcílio; André Luís e Williams Luz; Júlio Sheik.

Wellington, inclusive, foi expulso no decorrer da partida, mas o acordo firmado entre as partes garantiu que ocorresse uma substituição para seu lugar: Barbio foi o escolhido. O resultado conquistado no José do Rêgo Maciel, para a associação de atletas, foi o primeiro em toda a sua história diferente de derrota para pernambucanos em um total de 28 oportunidades.

VAVEL Logo