Em nota, Jair Ventura se retrata após polêmica: "Não sou contra os estrangeiros trabalharem aqui"
(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

O técnico do Botafogo, Jair Ventura, se tornou alvo de críticas e polêmicas durante esta terça-feira (15), devido à uma entrevista no programa 'Boa Noite Fox', do canal de televisão Fox Sports

Jair fez algumas críticas ao mercado de treinadores. Alegou que há desvalorização de técnicos brasileiros e se é ao contrário o profissional precisa de licença para ir trabalhar no exterior, o que já não acontece com um técnico de fora vindo para o Brasil

O treinador glorioso fez críticas e usou Reinaldo Rueda como exemplo, após o Flamengo oficializar o técnico colombiano: "Não sou contra os estrangeiros trabalharem aqui, mas já perdemos mercado lá fora. Daqui a pouco perdemos o interno. Então do que adianta se preparar e estudar? Venho fazendo cursos sempre para me preparar. As pessoas tem que primeiro olhar para cá, para depois olhar para fora. Eu não vejo a chega de treinadores estrangeiros de uma maneira legal. Respeito a decisão, ele é um grande treinador, acho que pode dar certo. Mas estou falando em nome dos treinadores, como jovem e brasileiro. Isso é muito ruim", criticou o comandante.

A declaração virou polêmica entre jornalistas e também entre torcedores. Jair chegou a ser acusado, por alguns, de xenofobia. Algumas pessoas ainda citaram, ironicamente, ele ter estrangeiros como Joel Carli e Gatito Fernandez em seu time titular, e se isso não tiraria espaço de atletas brasileiros. 

Após o alvoroço causado pela declaração, Jair foi a público se retratar diante do ocorrido. Em nota, o técnico afirmou que não é contra a chegada de Rueda e que admira seu currículo: "Quero esclarecer que acho legítimo o direito de qualquer clube brasileiro contratar um treinador estrangeiro. Há muitos profissionais competentes em outros países, com condições de repetirem aqui o sucesso que tiveram em outros lugares, como é o caso de Reinaldo Rueda, que tem um currículo admirável", esclareceu. 

O comandante também voltou a lamentar a falta de oportunidades dos treinadores brasileiros e que há muitas dificuldades para se chegar a Europa, diferente dos argentinos: "O que questiono e me deixa triste é ver que treinadores brasileiros são vistos com desconfiança e encontram dificuldades para trabalhar no exterior. Além de questões legais, como não reconhecimento de nossa habilitação profissional no mercado europeu. Nossa licença não é aceita na Europa, ao contrário da dos argentinos, por exemplo", disse. 

Jair finalizou sua nota esclarecendo que não há de forma alguma preconceito com estrangeiros, que inclusive já morou fora quando jogador. O técnico ainda pediu mais valorização aos treinadores brasileiros.

"E como posso criticar os estrangeiros, se convivo com vários no Botafogo? Eu mesmo morei mais de nove anos fora do país quando jogador e tive essa vivência. Reitero que defendo uma maior valorização dos treinadores brasileiros, de competir em igualdade de condições com os estrangeiros no mercado externo. Infelizmente, a nossa licença ainda não nos dá esse direito", completou. 

Jair Ventura e Reinaldo Rueda se encontrarão no clássico entre Botafogo e Flamengo, pelas semifinais da Copa do Brasil. Caso não seja nessa quarta (16), pois o colombiano ainda depende de visto para trabalhar, será na próxima quarta (23), no Maracanã

VAVEL Logo