Santos sofre com altitude e perde para Real Garcilaso na estreia da Libertadores

Real Garcilaso e Santos se enfrentaram na primeira rodada do grupo 6, nesta quinta-feira (1º), pela Libertadores da América, em Cusco, no Peru. Com altitude e jogo bem movimentado, os peruanos venceram os brasileiros por 2 a 0, com gols de Vidales e Ramúa, o segundo um golaço de fora da área. 

Com o resultado o Santos é o lanterna do grupo com zero pontos somados. O Garcilaso é lider isolado com os três ganhos nesta estreia. O outro jogo do grupo, entre Nacional-URU e Estudiantes-ARG, acabou empatado em 0 a 0.  

Nos primeiros minutos de partida, o Santos procurava segurar um pouco mais a bola, evitando se cansar muito devido a grande altitude. O Garcilaso aproveitava para impôr sua correria. Logo aos sete minutos, após cruzamento rasteiro da esquerda, Vidales empurrou para o fundo das redes e abriu o placar para os peruanos. 

Com mais posse de bola, o Peixe buscava as chances com calma e sem correria. Em bora troca de passes, Vecchio deu um lindo passe por cima da defesa buscando Eduardo Sasha, que cara a cara com o goleiro, serviu Gabriel que chutou mal, facilitando o teabalho da defesa do Real Garcilaso que salvou em cima da linha. 

Os donos da casa tentavam surpreender em subidas esporádicas mas bem incisivas e perigosas. Ramúa cobrou falta do meio da rua e obrigou Vanderlei a defender de manchete. Devido à altitude, a bola ganha velocidade e varia muito mais que em condições normais. 

Sem medo de ser feliz, o camisa 10 e capitão Ramúa insistia em chutes longe. Em mais uma tentativa, o jogador obrigou Vanderlei a fazer boa defesa. Na sequência, em escanteio, o zagueiro Kontogiannis cabeceou para defesa do detentor da baliza santista. 

Ramúa mandava na partida. Em mais uma boa chegada do time peruano, o camisa 10 encheu o pé e Vanderlei espalmou. O Santos respondeu em falta com Jean Motta, que finalizou com muito perigo no último lance da primeira etapa. 

No início da etapa complementar, nada diferente. Ramúa continuava assombrando a zaga santista. Em mais um forte chute com efeito, Vanderlei fez mais uma excepcional defesa evitando que o prejuízo do Alvinegro praiano aumentasse. 

O Santos tentava se soltar e chegar ao gol de empate. Gabigol lançou Eduardo Sasha na direita que levou pro fundo e rolou para Vechhio mandar, de frente pro gol, por cima, perdendo uma clara chance para os visitantes. 

O Santos aos poucos buscava o empate na altitude de Cusco. Após falta cobrada na área, Dulanto tirou na pequena área e na sobra Vecchio emendou para o gol mas a zaga peruano travou. Logo na sequência, Copete lançou Gabriel na grande área e o 10 santista resvalou na bola, mas não o suficiente para empatar o jogo. 

Jogo foi ficando truncado e pegado. O Santos tentava ser mais insinuante para empatar. O castigo pela falta eficiência veio aos 44 da etapa final. Ramúa, o camisa 10, de tanto insistir, acertou um lindíssimo chute da intermediária. A bola beijou o travessão e quicou dentro. Um golaço pra selar a vitória do Real Garcilaso no Peru. 

O Santos volta a campo no domingo (4), diante do Corinthians, às 17h, no Pacaembu. Jogo com mando do time do litoral. Pela Liberadores, o time de Jair Ventura volta aos gramados no dia 15, contra o Nacional-URU, no Pacaembu. O Real Garcilaso visita o Estudiantes-ARG, no dia 14, em La Plata.

VAVEL Logo