Vasco e Fluminense fazem jogo morno e empatam sem gols
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

A partida entre Vasco e Fluminense aconteceu na noite desta quarta-feira (7), no estádio Nilton Santos e foi válida pela quarta rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, a Taça Rio. E como todo clássico é diferente do outro, esse já teve novidade antes mesmo da bola rolar. O técnico Zé Ricardo promoveu uma mudança no esquema tático, colocando três zagueiros. Sendo assim, sacou Paulinho, Evander e Andrés Rios do time, para a entrada do zagueiro Werley e dos atacantes Rildo e Riascos, formando um esquema tático parecido com o do tricolor de Abel Braga.

Com pouco tempo para treinar o "novo time", o cruzmaltino viu o tricolor das laranjeiras começar "dando as cartas" do clássico, com boas jogadas pelas laterais, com Ayrton Lucas e Gilberto. Ambos os atletas foram ofensivos, ao pé da letra, e iniciaram a maioria das jogadas do Fluminense. Do lado do expresso da vitória, as jogadas ofensivas eram perigosas mas com um volume menor de jogadores no campo de defesa do time de Abelão. Apenas uma chute forte de Yago Pikachu antes dos 20 minutos do primeiro tempo, definiu o melhor momento da etapa parcial vascaína. Do lado tricolor, Sornoza foi o responsável por perder a melhor chance do jogo, encerrando assim os melhores momentos do primeiro tempo.

Mas no segundo tempo, o Vasco já mostrou à que veio. No erro de Ibañez, aos quatro minutos, Riascos dominou, colocou a bola na velocidade em cima do zagueiro e cruzou forte rasteiro. A bola passou por Renato Chaves, Gum e bateu na ponta da chuteira de Rildo indo na direção lateral do campo. Prova de uma melhora de rendimento dos jogadores, comparado ao primeiro tempo. E demorou, mas teve resposta.

Aos 15 minutos, em jogada pela esquerda, Sornoza recebeu de Richard e bateu forte no canto esquerdo de Martín Silva. A bola "beijou" a trave impediu a abertura do placar. Na sequência, o camisa dez tricolor teve nova oportunidade do arremate, mas dessa vez a bola foi mascada pela linha de fundo. No contra-ataque, Rildo fez boa jogada, mais uma vez com uma falha de Ibañez, e só foi parado pelo camisa 25 do Fluminense, que levou o terceiro amarelo e está suspenso da próxima partida. O jogo continuava morno, apesar da melhora de ambas as equipes. E antes da parada-técnica, ainda dava tempo de um lance de perigo.

Com 20 minutos, após nova falha do sistema defensivo tricolor, a bola sobrou para Desábato, que bateu colocado. Porém, Richard desviou e quase que não deu para Júlio César fazer uma defesa acrobática, mantendo o zero a zero no placar. Seis minutos depois, Zé Ricardo voltou ao seu esquema habitual, sacando Werley do jogo e colocando o garoto Paulinho. Do lado tricolor, Pedro e Marcos Junior deram lugar à Dudu e Robinho. Mesmo com as alterações, a partida continuou sem grandes lances.

A entrega física dos jogadores foi tanta, que faltou criatividade para os lances ofensivos, sendo a única saída para as duas equipes, tentar lances de perigo por bola aérea. Porém, por conta de tanto desgaste, os jogadores não conseguiram chegar perto de apresentar uma boa partida, encerrando o clássico, sem gols para ambos os lados. Com o empate, o Vasco soma sete pontos e enfrenta o Madureira na próxima rodada, no sábado (10), em Moça Bonita às 15h45, enquanto o Fluminense vai à dez pontos e duela contra o Nova Iguaçu, no domingo (11), no Maracanã às 19h30.

VAVEL Logo