Brilhante no vôlei e presidente marcante: relembre Bebeto de Freitas no Botafogo

Como jogador de vôlei, Bebeto de Freitas no Botafogo conseguiu onze títulos cariocas consecutivos e, como presidente, conseguiu reerguer o alvinegro depois de passagem na Série B

Brilhante no vôlei e presidente marcante: relembre Bebeto de Freitas no Botafogo
Foto: Vitor Silva/SS Press

Paulo Roberto de Freitas, ou para muitos Bebetos de Freitas, faleceu nessa terça-feira (13) após uma parada cardíaca na concentração do Atlético Mineiro, onde era diretor de administração e controle do clube. O Botafogo declarou luto oficial por 3 dias para o ex-jogador de vôlei e ex-presidente do clube, que teve uma passagem vitoriosa e bem sucedida nas duas funções.

No vôlei, Bebeto de Freitas defendeu arduamente a camisa do  alvinegro e, entre 1965 e 1975, conquistou onze títulos cariocas consecutivos, um feito inédito no clube, além de ganhar o campeonato brasileiro em 1976 e ser tricampeão da Taça Brasil. Com suas belas atuações e o campeonato do mesmo ano sendo ganhado pelo clube, conseguiu destaque e, defendendo o Botafogo, foi chamado para integrar o grupo da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de 1976, em Montreal. É um dos grandes nomes do esporte do time de General Severiano, sendo lembrando até no hall da fama do vôlei mundial em 2015.

Com resultados convicentes e uma gestão agradável no Atlético Mineiro como manager, Bebeto de Freitas despertou interesse do Botafogo, clube do seu coração. Logo, acertou e passou o ano de 2002 como dirigente. 4 dias depois após vencer as eleições do clube para presidente, o clube foi rebaixado e iria disputar a Série B de 2003. Em janeiro, encontrou o clube em uma dificuldade imensa, já que o mesmo passava por uma crise financeira e faltavam jogadores com contrato em vigor. Com Levir Culpi no comando técnico, o clube foi vice-campeão da Série B, que foi vencida pelo Palmeiras e voltou a Série A. No seu mandato, o clube venceu a Taça Guanabara e o Campeonato Carioca de 2006, e a Taça Rio em 2007 e 2008. E outro marco importante como presidente foi vários títulos de categorias olímpicas, que antes eram consideradas amadoras, como vôlei, polo aquático, natação e basquete.

Em 2007, Bebeto de Freitas conseguiu a concessão do Estádio Olímpico João Havelange, que anos depois se tornara Nilton Santos, um dos estádios mais modernos da América Latina, como o próprio chegou a dizer. No ano de 2008, muito revoltado com a arbitragem depois da final da Taça Guanabara, Bebeto pediu licenciamento do cargo de presidente, dizendo que não aguentava mais as coisas que envolviam o futebol. Porém, como a renúncia foi apenas verbalmente, ele voltou atrás dias depois e permaneceu no clube até o final de dezembro, onde o seu mandato iria acabar sem possibilidades de re-eleição.