Zé Ricardo reconhece erros cruciais em bola aérea do Vasco: “Precisamos trabalhar”
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

A Taça Rio acabou para o Vasco na noite desta quarta-feira (21) após derrota por 3 a 2 para o Botafogo. Zé Ricardo falou após o jogo e atribuiu a derrota ao jogo aéreo defensivo. 

O comandante cruz-maltino exaltou o grande jogo realizado no Nilton Santos e ressaltou o desgaste. Para Zé, o Vasco precisa corrigir os erros na bola aérea e atribuiu a vitória do Botafogo a essas falhas.

“Foi um grande clássico, assim como no domingo. Tivemos chances, volume de jogo, conseguimos a virada. Botafogo empatou. Tivemos chance para o terceiro. O cansaço foi grande. Em um lance que estamos sofrendo muito, o Botafogo conseguiu vencer. Temos que trabalhar para corrigir isso”, afirmou.

Autor do gol da virada no primeiro tempo, Riascos optou por não comemorar o tento. O técnico vascaíno desconversou alegando não saber do que se trata: “Riascos é um jogador quieto, na dele. Sinceramente não sei. Deve ser alguma coisa particular. Não é nada com a equipe”, declarou. 

Sobre o retrospecto positivo nos clássicos, o treinador foi sucinto em afirmar que os números não jogam e que o time foi incompetente na hora decisiva do clássico. 

“Números não entram em campo, foi uma marca natural. Hoje não conseguimos. Fizemos o que podíamos. Nosso time foi brioso, mas hoje não foi suficiente. Fomos incompetentes em definir o jogo. Sabíamos da bola área do Igor Rabello. Vamos continuar trabalhando”, disse. 

Sobre oscilar na temporada, Zé Ricardo enalteceu a melhora da equipe em alguns aspectos mas ainda vê precipitações em campo: “Não podemos oscilar tanto. Aumentamos o número de finalizações, o que era algo que eu pedia desde o ano passado. Mas ainda cometemos alguns equívocos”, pontuou. 

Constantes falhas em bolas aéreas tem atormentado o Gigante da Colina. O comandante alvinegro diz trabalhar para encontrar a perfeição e sonha com o campeonato estadual parar amenizar o sofrimento.

“Fazemos trabalhos em busca da perfeição para não sofrermos tanto. Posicionamento do corpo, imposição física. São inúmeros motivos. Precisamos trabalhar. Ainda temos chance de conquistar o Carioca. Vamos em busca (do título) para não sofrermos tanto”

Por fim, Zé disse não lamentar a eliminação e exaltou a competência do Botafogo pela vitória e vaga na decisão da Taça Rio: “Não tem lamentação. Tentamos fazer nosso melhor, e o Botafogo foi competente. Fez o gol e conseguiu a classificação”, finalizou.

VAVEL Logo