Figueirense entra em campo contra Chape de olho no 18º título do Campeonato Catarinense

Após três anos longe da final, Figueirense quer ampliar sua vantagem como maior campeão do Estado

Figueirense entra em campo contra Chape de olho no 18º título do Campeonato Catarinense
Figueira está pronto para final (Foto: Luiz Henrique / Figueirense FC)
Chapecoense
Figueirense
Chapecoense: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Bruno Pacheco; Amaral, Luiz Antonio, Márcio Araújo e Canteros; Guilherme e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.
Figueirense: Denis; Diego Renan, Nogueira, Eduardo Bauermann e Guilherme Lazaroni; Betinho, Zé Antônio, Maikon Leite (Renan Mota), Jorge Henrique e João Paulo (Gustavo Ferrareis); André Luis. Técnico: Milton Cruz.
ÁRBITRO: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lúcio Gil e Helton Nunes. VAR: Rafael Traci, será o árbitro de vídeo, auxiliado por Carlos Berkenbrock
INCIDENCIAS: Partida válida pela final do Campeonato Catarinense 2018, sendo disputada na Arena Condá, em Chapecó/SC

Após três anos, o Figueirense volta a disputar uma final de Campeonato Catarinense. O time comandado por Milton Cruz fez uma bela campanha na primeira fase da competição e garantiu uma vaga na final, contra a Chapecoense, na Arena Condá. A bola rola neste domingo (8), às 16h.

Com 17 títulos do Campeonato Catarinense, o Figueirense é o maior campeão da competição estadual. Para conquistar a 18ª taça da competição, o Fracão precisa vencer a Chapecoense, atual bicampeã do estado. A final será disputada em jogo único na casa do time de melhor campanha na primeira fase, a Chape.

+ Figueirense abre último treino antes da final do Catarinense, mas Milton Cruz não revela time

O Figueirense terminou a primeira fase na segunda colocação do Campeonato Catarinense. Foram dez vitórias, seis empates e apenas duas derrotas. O ataque do Figueira foi bem e balançou as redes 24 vezes. Já a defesa foi vazada em 14 oportunidades. Os números deram ao time um aproveitamento de 66.7% de aproveitamento.

Semana de mistérios no Orlando Scarpelli

Milton Cruz, técnico do Figueirense, fez mistérios durante a semana. O treinador contou com o retorno de alguns atletas lesionados e fechou treinamentos. As baixas na equipe Alvinegra ficam por conta do zagueiro Cleberson e do meia Felipe Amorim, que apenas realizaram trabalhos físicos no último treinamento antes da final. O torcedor do Figueirense espera contar com uma tarde inspirada de André Luís, artilheiro do time na competição, com seis gols. O atacante do Figueira não marca há 10 partidas.

+ Federação Catarinense de Futebol confirma uso do VAR na final estadual

As dúvidas de Milton Cruz estão no meio de campo e nas laterais. O time está com duas vagas em aberto e Maikon Leite, João Paulo, Gustavo Ferrareis e Renan Mota brigam por elas. Gustavo Ferrareis e Maikon Leite podem dar mais velocidade ao time.

Provável escalação do Figueirense: Denis; Diego Renan, Nogueira, Eduardo Bauermann e Guilherme Lazaroni; Betinho, Zé Antônio, Maikon Leite (Renan Mota), Jorge Henrique e João Paulo (Gustavo Ferrareis); André Luis.

Chape pode conquistar terceiro título seguido

Chapecoense enfrenta Figueirense buscando inédito tricampeonato catarinense

A Chapecoense entra em campo para manter sua hegemonia no Campeonato Catarinense. A equipe do Oeste catarinense venceu as duas últimas edições do estadual. Para buscar o tricampeonato, Gilson Kleina manda a campo a seguinte equipe: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Bruno Pacheco; Amaral, Luiz Antonio, Márcio Araújo e Canteros; Guilherme e Wellington Paulista.