Ataque efetivo garante vitória do CSA sobre Goiás no retorno à Série B
Gustavo Henrique/RCortez/CSA

Ataque efetivo garante vitória do CSA sobre Goiás no retorno à Série B

Em tarde marcada também pela apresentação do atacante Walter, Azulão faz valer mando de campo e soma primeiros três pontos na competição nacional

tainanmelo
Taynã Melo
CSAALEXANDRE CAJURU; CELSINHO, LEANDRO SOUZA, XANDÃO E RAFINHA; YURI, EDINHO E DANIEL COSTA; DIDIRA (HUGO CABRAL, MIN. 28), NILTINHO (ELIVELTON, MIN. 86) E MICHEL DOUGLAS (ECHEVERRÍA, MIN. 75). TÉCNICO: MARCELO CABO.
GoiásMARCELO RANGEL; CAÍQUE SÁ (MICHAEL, MIN. 80), DAVID DUARTE, EDUARDO BROCK E BRENO; MADISON, GIOVANNI E LÉO SENA (PEDRO BAMBU, MIN. 46); CARLOS EDUARDO, JÚNIOR VIÇOSA E MARANHÃO (RAFINHA, MIN. 75). TÉCNICO: HÉLIO DOS ANJOS.
Placar1-0, NILTINHO, MIN. 54. 2-0, MICHEL DOUGLAS, MIN. 58. 2-1, DAVID DUARTE, MIN. 65.
ÁRBITROGILBERTO CASTRO RODRIGUES JÚNIOR (PE), AUXILIADO POR MARCELINO CASTRO DE NAZARÉ (PE) E BRUNO CÉSAR CHAVES VIEIRA (PE) | CARTÕES AMARELOS: NILTINHO (CSA, MIN. 8), EDUARDO BROCK (GOI, MIN. 29) E XANDÃO (CSA, MIN. 81)
INCIDENCIASPartida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2018, disputada no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL

A tarde deste sábado (14) foi histórica ao torcedor do CSA. Após décadas, o azulino pôde ver o time novamente em campo em uma partida válida pelo Campeonato Brasileiro da Série B. A estreia do clube na competição nacional foi como a torcida imaginou. O time venceu o Goiás por 2 a 1 e somou os primeiros três pontos no torneio.

Niltinho e Michel Douglas marcaram os gols do Azulão, enquanto David Duarte diminuiu para o clube esmeraldino. O jogo foi realizado no Estádio Rei Pelé e foi marcado também pela apresentação do atacante Walter, reforço anunciado pelo clube e que deve estrear nas próximas semanas com a camisa do time marujo.

Os times voltam a entrar em campo pela Série B no fim da próxima semana. O CSA encara o São Bento às 20h30 da sexta-feira (20) no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba/SP. Por sua vez, o Goiás mede forças contra o Figueirense no Estádio Serra Dourada, em Goiânia/GO, às 16h30 do sábado (21). Antes, porém, o Esmeraldino tem o segundo duelo contra o Avaí pela quarta fase da Copa do Brasil. O jogo será disputado em casa, às 19h30 da quarta-feira (18).

Gustavo Henrique/RCortez/CSA

Primeiro tempo muito equilibrado

O CSA começou o jogo com o objetivo de fazer valer o mando de campo, mas o Goiás mostrou que não seria um adversário fácil e estava pronto para dificultar o confronto. Aos cinco minutos, os Esmeraldinos abriram o marcador, mas o gol foi anulado. Giovanni cobrou falta e Eduardo Brock desviou de cabeça para as redes, mas a arbitragem alegou impedimento do zagueiro.

Aos poucos, o Azulão começava a melhorar no jogo, criar jogadas de ataque e equilibrar o páreo. O time sentiu um baque quando Didira precisou ser substituído após receber uma pancada no nariz e ter a suspeita de fratura. Os visitantes voltaram a assustar nos minutos finais, quando Maranhão alçou bola na área, David Duarte escorou de cabeça e Júnior Viçosa chutou com perigo.

As primeiras chances azulinas aconteceram na reta final do primeiro tempo e o time chegou com perigo em dois momentos. No primeiro, Rafinha cruzou na segunda trave, Niltinho ajeitou com o peito e Daniel Costa finalizou forte. O goleiro Marcelo Rangel fez ótima intervenção. Em seguida, Niltinho rolou para Edinho. O volante encheu o pé direito e chutou forte para o arqueiro do Goiás espalmar.

Gustavo Henrique/RCortez/CSA

CSA é melhor no ataque, suporta pressão do Goiás e vence jogo

Os times entraram em campo determinados a conseguir o resultado positivo no segundo tempo. Tanto CSA como Goiás chegaram motivados. Os visitantes chegaram primeiro quando Júnior Viçosa emendou um lindo voleio para a defesa do goleiro Alexandre Cajuru. Mas quem abriu o placar foi o time da casa. Aos nove minutos, Daniel Costa deu um passe mais que preciso para Niltinho. O atacante apenas empurrou para o gol e carimbou a boa estreia com a camisa azulina. Motivados pela abertura do placar, a vantagem foi ampliada pouco tempo depois. Aos 13 minutos, Rafinha alçou bola na área e Michel Douglas cabeceou de costas para balançar as redes.

O Goiás não se deu por vencido e foi em busca de diminuir a diferença o quanto antes para voltar a ter plenas condições de obter um resultado satisfatório. E foram eficientes em sua estratégia. Aos 20 minutos, após cobrança de falta ensaiada, David Duarte cabeceou para baixo e não deu chances ao goleiro Alexandre Cajuru, que até tentou evitar o tento goiano, mas não conseguiu.

O jogo ficou aberto e as duas equipes poderiam ter balançado as redes mais vezes, mas os goleiros foram responsáveis pela manutenção do placar. Maranhão chutou forte dentro da área e o arqueiro azulino evitou o gol com bela defesa. A resposta do CSA veio com Celsinho, que emendou forte chute e Marcelo Rangel defendeu. Os visitantes impuseram pressão nos minutos finais, mas os donos da casa foram eficientes em se defenderem bem e garantirem os primeiros três pontos no torneio.

VAVEL Logo

Goiás Esporte Clube Notícias

há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses
há 3 meses