Apesar de revés no Maracanã, Loss vê atuação do Corinthians positiva: "Fizemos um grande jogo"
Técnico não vê que as derrotas incomodam no andamento do trabalho (Foto: Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians)

Apesar de revés no Maracanã, Loss vê atuação do Corinthians positiva: "Fizemos um grande jogo"

Técnico corinthiano conheceu a sua terceira derrota no últimos quatro jogos, desde que assumiu a equipe paulista

Caiaoo_
Caio Pavoski

 

No último domingo (3), o Corinthians saiu com a derrota do Maracanã, após ceder ao gol na segunda etapa, que fora marcado por Felipe Vizeu, do Flamengo. O revés sofrido no Rio de Janeiro, foi a terceiro insucesso da equipe alvinegra nos últimos quatro jogos em que Osmar Loss comandou o time.

Ao término da partida, o técnico corinthiano concedeu entrevista coletiva e se mostrou satisfeito com o que sua equipe apresentou no confronto, declaração controvérsia, visto que o Corinthians se mostrou pouco efetivo no campo de ataque do Flamengo e não levou perigo para o goleiro Diego Alves.

"Me agradei mais na segunda etapa do que na primeira. Trabalhamos bem a bola, tivemos um controle maior. Fizemos um grande jogo. O Flamengo vem muito bem, em grande momento, e nós viemos aqui, diante de um grande público, e conseguimos nos impor, impor o futebol do Corinthians. Vamos em busca de evolução", destacou Loss.

Logo na metade da primeira etapa, quando o Corinthians passou a ter a posse de bola, Jadson arriscou um chute de fora da área e sentiu uma lesão na região posterior da coxa, levando o camisa 10 a ser substituído.

Com a saída do meio-campista, Loss promoveu a entrada do atacante Roger, que alterou a configuração tática da equipe de 4-2-4, para 4-2-3-1 mudança que não surtiu efeito logo de instante, e Loss falou sobre a situação.

"Eu acho que os tempos, estrategicamente, foram distintos. Na primeira etapa, o Flamengo nos colocou na condição de jogar mais retraídos. Tivemos um controle maior na segunda etapa do que na primeira. O Jadson vem em um grande momento, jogando muita bola, e isso fez com que a gente tivesse que alterar o modelo de jogo. Toda mudança em que saímos do plano abre margem para melhorar ou piorar. Nesse caso, mantivemos condição de equilíbrio. Só que a gente está mais adaptado a jogar da forma que estava com o Jadson, por isso pode ter gerado inconstâncias", esclareceu o técnico.

Ao término da entrevista, Loss foi questionado sobre a pressão para obter resultados, visto que com a derrota para o Flamengo a equipe caiu de terceiro, para oitavo colocado na tabela o que gera uma inquietação por parte dos torcedores.

"Eu, efetivamente, não sei o quanto pode atrapalhar. Trabalhar com vitórias é muito melhor, mas não sou eu que tenho que responder o quanto pode atrapalhar no sentido de continuidade. Com relação ao desempenho, pode interferir no comportamento dos atletas, da torcida. Mas o que tem que ser visto nesses quatro jogos é desempenho. Não restou dúvida de que jogamos bem contra o Millionarios, finalizando muito. O que cai um pouquinho é o jogo de Porto Alegre. Contra o América a gente envolveu, e hoje foi um grande clássico. O Flamengo venceu, infelizmente, mas o Corinthians não ficou acuado", finalizou.

VAVEL Logo
CHAT