Coritiba recebe Figueirense em duelo direto pelo G-4
Último encontro entre as equipes foi pela Série A, em 2016 (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)

Coritiba recebe Figueirense em duelo direto pelo G-4

Partida coloca quarto e quinto colocados na disputa pela consolidação no pelotão da frente já nas últimas rodadas do primeiro turno da Série B

rafaella-bonassi
Rafaella Bonassi
CoritibaWilson; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alex Alves e William Matheus; Simião, Vinicius Kiss, Yan Sasse e Alisson Farias; Iago Dias (Guilherme Parede) e Pablo Thomaz
FigueirenseAlisson; Diego Renan, Nogueira, Eduardo Bauermann e Lazaroni; Abuda, Pereira, João Paulo, Ferrareis e Renan Mota; Henan.
ÁRBITROMarcelo Aparecido Ribeiro de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Fabio Rogerio Baesteiro
INCIDENCIASPartida válida pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Couto Pereira, às 18h30 do dia 23 de junho

O jogo entre os sulistas Coritiba e Figueirense neste sábado (23) coloca em campo dois times distanciados por apenas dois pontos na tabela, mas que vivem momentos diferentes.

Enquanto o Coxa vem de duas partidas sem vitória, já que perdeu para o Avaí e empatou com o Juventude, o Figueira chega embalado após duas vitórias contra o Atlético Goianiense e Sampaio Corrêa. Apesar da diferença, o melhor mandante da Série B recebe o segundo melhor visitante e o duelo deve ser equilibrado.

O último encontro entre os clubes aconteceu no dia 12 de outubro de 2016, em um empate em 0 a 0 no Couto Pereira, quando ambos disputavam a Série A do Campeonato Brasileiro. Na história do confronto, o Coritiba tem ampla vantagem: são 21 vitórias, 11 empates e 11 derrotas.

Apesar dos desfalques, alviverde foca na vitória

Com o planejamento de virar o turno no G-4, o técnico Eduardo Baptista acredita ser necessário vencer os três próximos jogos (Figueirense, CSA e Paysandu) e se firmar como candidato ao acesso. Entretanto, para conseguir a primeira vitória das três necessárias o comandante não poderá contar com quatro jogadores.

O volante Vitor Carvalho está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o zagueiro Geovane e o meia Thiago Lopes estão no departamento médico do clube após lesão muscular, e Carlos César segue em transição após lesionar a coxa. O lateral, por sinal, não tem prazo estipulado para retorno. A partir disso, portanto, durante os treinamentos na semana, Baptista configurou o time semelhante ao titular na rodada passada, mas com Wellington Simião no lugar de Vitor Carvalho.

“A ideia é manter a base, procurar sempre repetir um pouquinho. Temos a perda do Vitor e temos que conviver com isso, são muitos jogos, vai acontecer. A gente sempre testa alguma coisa e dá oportunidade a atletas que vem bem, respeitando o momento de cada um. Um atleta ou outro que se destacou nas partidas ou nos treinos a gente também leva em consideração. O restante vamos mexer pouco para termos esse encaixe”, disse o comandante em entrevista coletiva.

Em busca da vice-liderança, alvinegro perde três titulares

Com os empates de Avaí e CSA, ambos na noite de terça-feira (19), o Figueira viu com bons olhos a oportunidade de atingir a segunda colocação. Para isso, resta ao time vencer fora de casa nesta rodada para conquistar 23 pontos e ficar apenas três de distância para o líder Fortaleza.

Porém, o caminho para a vitória não deve ser fácil, isso porque o técnico Milton Cruz não poderá contar com certeza com três titulares, todos suspensos. Denis Cleberson tomaram o terceiro cartão amarelo, enquanto Zé Antônio foi expulso e está fora do duelo. No treino de quinta-feira (21), entretanto, outra dúvida também apareceu, já que Jorge Henrique sentiu dores na coxa e não participou dos últimos treinamentos da equipe.

No gol e na zaga não há surpresas, já que Alisson deve substituir o titular Denis e Eduardo Bauerman é o provável substituto de Cleberson. A questão mesmo é quem assume a posição do volante Zé Antônio, já que três jogadores estão aptos para a missão: Pereira, Matheus Sales e Abuda. Nos treinamentos da semana, Matheus Sales e Abuda foram testados. Além disso, caso Jorge Henrique não fique disponível, a vaga seria de João Pedro.

"A equipe vai sentir de certa forma a ausência deles (desfalques), mas o grupo é forte, nosso elenco é grande e tem jogadores de qualidade para suprir a ausência deles. Em campo vamos tentar desempenhar o melhor futebol para que tudo dê certo", afirmou o zagueiro Nogueira.

VAVEL Logo

Coritiba Foot Ball Club Notícias

há 5 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 9 dias
há 13 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses