Avaí quebra jejum de vitórias em casa, bate Vila Nova e volta ao G-4 da Série B
Rodrigão comemorou gol da vitória junto da torcida (Foto: Jamira Furlani / Avaí FC)

Na noite fria desta terça-feira (7), Avaí e Vila Nova se enfrentaram pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Em briga direta pelo G-4, a equipe catarinense, que vinha de quatro empates consecutivos, bateu os goianos por 1 a 0 e voltou a vencer dentro de casa depois de dois meses de jejum. Com o resultado, o Leão empurrou o rival para fora da zona de acesso à Série A e é provisoriamente o terceiro colocado

O jogo começou em ritmo lento e foi o time visitante que deu o primeiro susto. Aos seis minutos, o Vila Nova chegou em cobrança de escanteio que sobrou no meio da área. Aproveitando-se do rebote, Wesley Matos, na pequena área, finalizou mas foi travado pela marcação. A resposta do Avaí veio três minutos depois. Marquinhos deu belo lançamento para Renato, que pegou de primeira e a bola explodiu na trave goiana. 

Aos 13 minutos, o atacante Rodrigão recebeu lançamento e subiu de cabeça, mas tirou muito do goleiro Mateus Pasinato e jogou para fora. O Avaí passou a controlar e valorizar a posse de bola, enquanto o Vila Nova se fechou para tentar explorar o contra-ataque. Aos 22, após bela jogada do atacante Vinicius Leite, o Tigre devolveu a bola na trave.

Logo depois do susto, o Leão da Ilha voltou a pressionar o time goiano. Marquinhos cabeceou à queima-roupa e o goleiro Mateus fez ótima defesa. No rebote, Luanzinho, que havia acabado de entrar, chutou forte de canhota para nova intervenção do arqueiro. O jogo ficou lá e cá. Aos 34, o Vila Nova chegou com um chute do zagueiro Diego Giaretta, defendido com tranquilidade pelo goleiro Aranha. Apesar das oportunidades criadas, o empate permaneceu e as equipes foram para o intervalo com o placar de 0 a 0. 

O segundo tempo não foi nada animador em seus primeiros minutos. Os jogadores erravam muitos passes e cruzamentos e a partida ficou truncada. Aos 10 minutos, o Avaí teve uma oportunidade excelente. Marquinhos bateu a falta na entrada da área, mas acertou a barreira. O Leão chegou novamente com perigo aos 15 e aos 17 minutos, com finalizações de Capa e André Moritz. Os goianos deram o troco dois minutos depois. Em um contra-ataque veloz, Alan Mineiro bateu colocado e Aranha fez ótima defesa. 

As equipes entraram de vez no jogo e o duelo pegou fogo. Aos 20, Luanzinho emendou um voleio sensacional e obrigou Mateus a fazer uma intervenção crucial, evitando o primeiro gol. Lourenço entrou aos 29 minutos e teve uma chance logo de cara. O atacante furou ao tentar o chute, mas aproveitou a sobra e bateu colocado. A bola passou perto. O Avaí foi para a pressão e chegou a ser travado quatro vezes dentro da área no mesmo lance.

De tanto tentar, foi recompensado. Aos 34 minutos, Guga cobrou escanteio e Rodrigão subiu sozinho na área testando no cantinho do goleiro do Vila Nova, 1 a 0 para os donos da casa. O técnico Geninho tirou o ídolo Marquinhos e colocou mais um zagueiro, retornando a costumeira formação do Avaí no 3-4-3 para garantir o resultado. Pois bem, a estratégia do comandante surtiu efeito. Com o apoio da torcida, os mandantes resistiram muito bem à pressão da equipe visitante e conquistaram três pontos importantíssimos na luta pelo acesso à Série A. 

Na 21ª rodada, o Avaí, terceiro colocado com 32 pontos, enfrenta o Brasil de Pelotas, na próxima terça-feira (14), às 19h15 (de Brasília), em Porto Alegre. Já o Vila Nova, que está em quinto, com 30, recebe o CRB dentro de casa, na próxima sexta-feira (17), às 20h30 (de Brasília).

VAVEL Logo