Mano se revolta com comportamento do Palmeiras e de Deyverson contra o Cruzeiro
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Mano se revolta com comportamento do Palmeiras e de Deyverson contra o Cruzeiro

Técnico do Cruzeiro não atitudes do atacante do Palmeiras e o comportamento do clube paulista no duelo pelo Brasileirão

bethaniaq
Bethânia Quiareli

Cruzeiro e Palmeiras voltaram a se enfrentar neste domingo (30), dessa vez pelo Campeonato Brasileiro, os dois clubes estão começando a criar uma rivalidade conturbada. Depois da confusão após o jogo de quarta-feira, pela Copa do Brasil, no jogo de hoje teve um principio de brigas, dessa vez envolvendo seguranças e dirigentes de ambos os clubes.

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

O treinador Mano Menezes, o principal culpado da vez foi o atacante do clube paulista, Deyverson, por ter feito gracinhas e desrespeitando o time mineiro durante o jogo.

“É bom falar o nome (Deyverson). Tem gente que acha isso engraçado. Tem gente dando moral para esse tipo de coisa. Não tem como terminar bem. Você, como adversário, perdendo o jogo, com 40 graus na Cuca, e o cara fazendo gracinha... vai terminar mal. Aí vira em briga, expulsão. Não é possível que as pessoas não estejam vendo isso,” afirmou

A eliminação do Palmeiras para o Cruzeiro pela Copa do Brasil na última quarta-feira, no Mineirão, deixou claro que incomodou muito o time alviverde. Durante todo o jogo, reclamaram da arbitragem e principalmente depois de um pênalti marcado injustamente para o Cruzeiro - no lance onde Gustavo Gómez colocou a mão na bola fora da área e o juiz ter entendeu como dentro, marcando assim a penalidade. Para Mano Menezes os reflexos do jogo pela Copa do Brasil é uma falta de maturidade e é necessário saber perder.

“Eu acho que a gente tem que saber perder. Quando a gente ganha a gente fica muito feliz e quando perder não quer aceitar a derrota. Ela faz parte do futebol. Isso se estende para fora do futebol. É saber ganhar e perder dentro dos limites da reclamação. Quando passar disso, sempre é ruim para o futebol”, finalizou.

VAVEL Logo