Zé Ricardo analisa atuação do time diante do Vasco e elogia Marcelo: "É realidade há muito tempo"
Divulgação/Botafogo 

Zé Ricardo analisa atuação do time diante do Vasco e elogia Marcelo: "É realidade há muito tempo"

Treinador reconheceu o início abaixo do esperado, mas mostrou muita confiança no time para sequência da temporada 

marco-aurelio
Marco Aurélio Ferreira de Alencar

Diante de pouco mais de 10 mil torcedores no estádio Nilton Santos, Botafogo  e Vasco fizeram um clássico de muita entrega pela primeira rodada da Taça Rio. O placar de 1 a 1 representou bem o que foi apresentado na partida.

Em um jogo marcado pelas chances desperdiçadas por ambos os lados, foi o Cruz-Maltino que abriu o placar, ainda na primeira etapa, com Yago Pikachu. Porém,  apesar do domínio nos 45 minutos iniciais, o Glorioso voltou do intervalo com outra postura, equilibrou o jogo, e chegou ao empate com o zagueiro Marcelo.

Em entrevista coletiva, o treinador Ricardo assumiu que sua equipe não começou bem o confronto, e responsabilizou o tempo necessitado para os jogadores se adaptarem a formação utilizada em campo.

 "Pelo tempo que tivemos para trabalhar a formaçãodemoramos para ter a bola. Primeiro tempo foi ruim, só entramos no jogo depois dos 30 minutos. No segundo melhoramos bastante, eu gosto de usar 9 de  referência. Como não tinhamos o Kieza, entendemos que a melhor opção era o Erik. Faltou um pouco de sintonia".

O Alvinegro é o único clube dos quatro grandes que ainda não venceu  nenhum clássico em 2019. O comandante do time ressaltou a vontade de seus atletas de saírem vitoriosos hoje, porém afirmou que este resultado não muda suas perspectivas para a competição e afirmou que seu objetivo é o titulo da Taça Rio.

"Queríamos ter ganho os clássicos. Hoje, apesar do primeiro tempo abaixo, até pelo pouco tempo de preparação,  no intervalo corrigimos, aproximamos os homens de frente e tivemos mais a bola. O jogo só não foi melhor porque os dois times sentiram a sequência. O Vasco segue invicto e nós seguimos em uma boa sequência.  Feliz porque os meninos mostraram personalidade. Quis dar minutagem, a ideia era vencer. Matematicamente não mudou muito, nosso objetivo é vencer a Taça Rio. Acho aue essa é nossa melhor oportunidade."- disse o técnico 

Zé também discorreu sobre como o elenco ainda precisa evoluir, e destacou a importância dessa boa sequência de resultados para a manutenção de seu trabalho e para dar mais confiança ao jogadores. Segundo ele, as classificações na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana foram de extrema relevância. 

"Temos muito a crescer ainda. Ficamos pressionados pelo início ruim. Eram sete, oito jogadores que não estavam ano passado. A nossa responsabilidade é enorme, ainda bem que classificamos na Copa do Brasil e na Sul-Americana. Isso nos faz ter mais confiança,  enaltecer o empenho do grupo. Contamos com a torcida na quarta, queremos o Nilton Santos lotado para pressionar o Cuiabá."

Ao ser perguntado sobre o autor do gol de empate do Botafogona na partida, Zé Ricardo rasgou elogios ao jovem zagueiro. Na visão do técnico,  Marcelo é uma realidade que precisava apenas recuperar a confiança que havia perdido. O atleta formado nas categorias de base do Alvinegro está substituindo o argentino Joel Carli, que sofreu uma entorse no joelho direito contra o Campinense. 

"Ele é uma realidade. O que fiz foi mostrar pra ele que não pode deixar por comentários das redes sociais e críticas. Ele é realidade há muito tempo, desde a época do Jair Ventura. Não temos motivos pra ter dúvidas sobre ele. Pedi para ele retomar essa confiança.  Que deixasse a mochila bem vazia para entrar no campo. Ele entendeu, acabou de ser pai, e isso dá mais experiência para ele. Tem uma boquinha para sustentar. Fez mais uma boa partida, muito segura. Que continue assim."

A respeito da escalação dos jovens atletas para o clássico, o treinador demostrou muita confiança nos meninos, e nos jogadores em geral. Disse que todos reconhecem o peso de vestir a camisa do clube e que está muito satisfeito com a postura dos garotos na partida.

"Tenho confiança no elenco, posso colocar qualquer um. Sabem o que é vestir a camisa do Botafogo. É questão de treinamento,  de merecimento no dia a dia. Os meninos estavam bem nos treinos e eu resolvi colocar. Se tivermos oscilação de rendimento, que seja na parte de cima da tabela. Mas eu estou feliz com a entrada dos meninos".

 O próximo compromisso do Alvinegro será contra o Cuiabá,  pela segunda fase da Copa do Brasil. A partida será realizada no Estádio Nilton Santos,  na próxima quarta-feira (27), às 21:30 da noite (Brasília). Vale lembrar que esta é a última etapa da competição em que a classificação será decidida em jogos únicos. A partir da terceira fase, o sistema de jogos de ida e volta começará a ser aplicado.

 

 

 

 

 

 

 

 

VAVEL Logo