Ponte Preta e Paraná buscam aproximação ao G-4 da Série B
Foto: Divulgação/Site Oficial AAPP

A Ponte Preta recebe o Paraná Clube neste sábado (25), às 16h30, no Moisés Lucarelli, em jogo válido pela quinta rodada da Série B de 2019. Na tabela de classificação, as equipes estão separadas por apenas um ponto, com a Macaca na 13ª colocação, com cinco pontos, enquanto o Tricolor paranista ocupa a nona posição, com seis pontos.

Jorginho esconde o treino, mas deve dar chance a Roger

O técnico da Ponte Preta, Jorginho, optou por não mostrar a equipe que deve jogar neste sábado. Porém, mesmo com o treino fechado, o comandante revelou que testou três formações e que o sistema utilizado na quarta rodada, na vitória por 1 a 0 sobre o Operário-PR, não deve ser repetido. Na partida, a Macaca utilizou uma formação com três zagueiros, com Renan Fonseca, Airton e Henrique Trevisan).

''Em nenhum momento a gente fez um 3-5-2, foi basicamente um 3-4-3. Não vamos fazer esse sistema. Treinei três possibilidades de sistema, um 4-2-3-1, um 4-4-2 e jogamos em uma formação com Longuine e Matheus Vargas. São possibilidades que temos durante o jogo, então temos que estar sempre preparados para qualquer situação. Gostei bastante. A chegada do Longuine, do Dadá, do Marquinhos, do Marcondele, do Roger, vai nos dar uma possibilidade muito maior de armar a equipe. Existem essas possibilidades e a gente vai com o melhor que a gente acredita para este início'', disse.

A grande novidade é que o experiente atacante Roger estará à disposição, e a possibilidade de atuar como titular é grande. Ele tem uma tarefa e tanto, já que, até aqui, a equipe marcou apenas dois gols na competição.

"A chegada do Roger é exatamente isso. Nós estamos necessitados de gols. É uma equipe que está criando. Tudo que o treinador faz é possibilitar ao time chegar na área do adversário. Isso a gente faz, mas ali é uma decisão mais individual do jogador. Muito importante contar com o Roger, a gente continua contando com os outros atacantes também. A gente tem essa possibilidade (de escalá-lo como titular). É um jogador que vem no banco do Ceará, mas entrando. Está com bom ritmo de jogo", completou.

A Ponte deve jogar com: Ivan; Arnaldo, Renan Fonseca, Airton e Abner; Edson e Gerson Magrão; Matheus Oliveira, Matheus Vargas e Marcondele; Roger.


Matheus Costa quer atuação com mais tranquilidade, para reverter as chances em gols

O Paraná apenas empatou sem gols na última rodada dentro de casa, contra o Guarani. A equipe teve uma partida sólida no setor defensivo, mas desperdiçou algumas boas oportunidades na frente. Para isso, Matheus aposta na tranquilidade.

"
É procurar ter mais tranquilidade na hora de finalizar. Criamos inúmeras oportunidades contra o Guarani, praticamente três situações de gol com o goleiro fora da jogada. É procurar estar mais tranquilos este momento, porque pode definir o jogo. A tranquilidade é o mais importante neste momento para a gente saber o que fazer", disse.

Sem perder na competição, o treinador acredita que a equipe precisa se impor por meio da posse de bola se quiser sair com resultado positivo do Moisés Lucarelli.

"Estamos trabalhando para a gente se impor dentro e fora. E uma dessas imposições é conseguir permanecer mais com a bola, saber se defender bem e neutralizar o adversário, para que ele se desgaste sem a bola também. Tivemos dificuldades, e essa semana foi muito pautada em relação a isso. Esperamos no sábado converter em campo o que foi realizado no treino", completou.

Quanto ao time que deve jogar neste sábado, Matheus deu indícios de que pode promover a entrada de João Pedro como titular. O meia entrou no lugar de Alesson no intervalo da última partida.

''Infelizmente ele teve um pouquinho de azar neste início, com a lesão no Paranaense, que o impossibilitou no primeiro jogo (contra o Vila Nova). Ele jogou com dor, inclusive saindo durante a partida. Depois vimos que era melhor afastá-lo para recuperar e estar 100%, e quando ele estava à disposição veio aquela situação (caso de doping) do Athletico e acabou sendo afastado mais um jogo. Sabemos da importância e qualidade que ele pode nos trazer. Ele é um jogador que retém muito a bola. Mas vou deixar essa dúvida se ele inicia ou não'', comentou.

O Tricolor da Vila deve jogar com: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Eduardo Bauermann, Rodolfo e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Itaqui e Matheus Anjos; João Pedro (Alesson), Jenison e Ramon.

VAVEL Logo