Em jogo tenso, Goiás busca empate e segura líder Flamengo no Serra Dourada
(Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

Em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, Goiás e Flamengo fizeram uma partida bastante movimentada no Serra Dourada. Após abrir 2 a 0, o Rubro-Negro não resistiu a pressão do Esmeraldino que, com um a mais, foi buscar o empate nos acréscimos,  2 a 2, freando a sequência de seis vitórias consecutivas da equipe carioca.

Com o resultado, o Goiás continua em 10º com 39 pontos, enquanto o Flamengo segue no topo com 68 pontos, e viu a diferença para o Palmeiras cair para oito. Na próxima rodada, a equipe esmeraldina receberá o Avaí, enquanto o Flamengo enfrentará o Corinthians.

Goiás freia o ataque Rubro-Negro em um primeiro tempo equilibrado

A partida começou com o Flamengo tendo as melhores chances. Aos 5, Everton Ribeiro cobrou o escanteio na cabeça de Pablo Marí, que acertou a trave e a bola ficou com Tadeu no rebote. Aos 8, novamente o camisa 7 cruzou com precisão, mas Bruno Henrique tocou para fora.

A partir disso, o Goiás entrou na partida e passou a ser superior na partida. Explorando a velocidade de Micahel, o Esmeraldino chegou aos 14, mas César defendeu o chute do atacante. Errando passes no campo defensivo, o Rubro-Negro tentava se segurar, mas os donos da casa pecavam nas finalizações.

Aos 29, Léo Sena cobrou escanteio na cabeça de Fábio Sanches, que cabeceou tirando tinta da trave rubro-negra. Na reta final da primeira etapa, o líder do campeonato voltou a ter mais a bola, mas não conseguiu criar perigo ao gol de Tadeu, e a primeira etapa terminou sem gols.

Flamengo melhora e abre vantagem, mas Goiás busca empate nos acréscimos

Para o segundo tempo, as equipes voltaram sem mudanças. Jesus mudou o posicionamento do Flamengo, e a sua equipe melhorou. Aos 3, Rodrigo Caio ganhou no alto após escanteio de Arrascaeta, e levou perigo. Era um aviso do que ainda estava por vir para a defesa esmeraldina. Cinco minutos depois, o uruguaio fez boa tabela com Bruno Henrique e tocou para Gabigol, que saiu sozinho na cara do gol, mas Tadeu fez grande defesa.

Na cobrança de escanteio, aos 9, Rodrigo Caio ganhou no alto, o goleiro do Goiás não segurou, e Gabigol marcou seu 20º no campeonato (36º no ano, igualando a marca de Hernane, em 2013), Flamengo 1 a 0. O Rubro-Negro seguiu melhor, pressionando, e ampliou aos 17: Após nova cobrança de escanteio, Bruno Henrique subiu muito alto para cabecear, e Rodrigo Caio apareceu livre, na frente de Tadeu, para marcar o segundo, 2 a 0.

Ney Franco e Jorge Jesus mexeram nas equipes, e a partida ficou mais equilibrada, mesmo com o Flamengo ainda mais perigoso. Aos 27, Everton Ribeiro arriscou de fora da área, e Tadeu espalmou. A partir disso, a partida tomou outro rumo. Aos 31, Michael foi lançado pela esquerda, invadiu a área e cruzou para Rafael Moura se antecipar a Marí e descontar, 2 a 1.

O gol explodiu o lado verde do Serra Dourada, que estava dividido nas arquibancadas, e o Esmeraldino partiu em busca do empate. Um minuto depois, Michael arrancou novamente, dessa vez pelo meio, e levou muito perigo ao gol de César. Aos 35, Rafael Vaz soltou uma bomba de fora da área, e a bola passou muito perto do ângulo.

Aos 38, Rafael Vaz cruzou, César saiu atrapalhado no gol, foi driblado por Barcia e acertou o atacante fora da área. A bola ficou com Rafael Moura, sem goleiro, mas Marí salvou. Como já tinha amarelo, o goleiro recebeu o segundo e foi expulso. Porém, a partida ficou paralisada por mais quatro minutos, até o Ricardo Marques Ribeiro ir até a cabine do VAR, e expulsar diretamente o arqueiro, anulado o segundo cartão. Como o Flamengo ainda tinha uma mudança disponível, o jovem Gabriel Batista entrou na partida.

Tentando gastar o tempo no ataque, e com um a menos, o Flamengo viu seu camisa 9, Gabigol se envolver em duas discussões com jogadores do Goiás. Na segunda, após falta não marcada em Filipe Luís, o atacante recebeu o terceiro amarelo, e não atuará na próxima rodada. Na sequência desse lance, Tadeu cobrou rapidamente o tiro de meta, Rafael Vaz lançou Michael, que saiu na cara de Gabriel Batista, e empatou a partida, 2 a 2, dando números finais ao duelo.

VAVEL Logo