Chapecoense e Brusque fazem final inédita no Campeonato Catarinense
Foto: divulgação/Márcio Cunha/ACF

Em uma temporada completamente atípica em razão da pandemia de Covid-19, a decisão do estadual 2020 também é inédita. Chapecoense e Brusque se enfrentam nesta quarta-feira (9), às 21h30, na Arena Condá, pelo jogo de ida da final do Campeonato Catarinense.

As duas equipes vêm embaladas e têm os melhores aproveitamentos entre as divisões do futebol nacional. A Chape é a vice-líder da Série B e o Bruscão assumiu a ponta do grupo B da Série C.

Chapecoense quer aproveitar bom aproveitamento em casa para sonhar com o sexto título do estadual

A Chapecoense vem embalada após vencer o clássico diante do Avaí por 1 a 0, no último domingo (6), em casa, e chegar a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. E por falar em Arena Condá, o Verdão do Oeste vem tendo um bom aproveitamento em casa nos últimos jogos e se mantém invicto.

E é com essa confiança que ela quer surpreender o Brusque no jogo de ida e sonhar com o título do Campeonato Catarinense. Com seis títulos catarinenses, a Chapecoense precisou mudar sua postura no estadual desse ano. Já que boa parte da primeira fase teve que lutar contra o rebaixamento, mas conseguiu melhorar o rendimento, chegou a grande final.

Em 13 jogos disputados pelo estadual, a Chape conquistou quatro vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Além de ter 12 gols marcados e oito sofridos. Um total de 43,5% de aproveitamento na competição. Na Arena Condá, o Verdão venceu apenas os três últimos compromissos pelo estadual: Joinville (3 a 0, na primeira fase), Avaí (2 a 0, nas quartas de final) e Criciúma (1 a 0, na semifinal). Antes, a Chape passou os quatro primeiros jogos sem vencer como mandante.

Peça fundamental no esquema tático do Verdão do Oeste, o volante Anderson Leite destacou a campanha da equipe no Brasileirão e projetou a grande decisão diante do Brusque:

“A gente teve um início importante no Campeonato Brasileiro, pelas metas estabelecidas pelo clube, estamos cumprindo. Felizes por isso, é algo que estamos construindo e que é feito no dia a dia de trabalho. A partir do jogo de ontem, quando acabou o jogo, ali no vestiário mesmo o foco nosso era pensar na decisão. Então conversamos para renunciar algumas coisas, porque temos uma partida importante, é uma decisão. É algo que a gente construiu, é um sonho do clube ser campeão, de vários atletas, então a renúncia é importante para que possamos chegar bem e fazer um grande jogo”, disse Anderson.

“A equipe deles vem bem no Campeonato Brasileiro da Série C, vem confiante. Teve a melhor campanha do Catarinense até aqui. Se não me engano poupou jogadores para enfrentar a gente aqui na quarta, mas viemos numa crescente, bem também na Série B. Sabemos da dificuldade, mas vamos trabalhar firme, ver a estratégia do Umberto para que possamos fazer um grande jogo na quarta-feira e sair daqui vitorioso”, completou o volante.

A Chape deve ir a campo com a mesma equipe que venceu o Avaí, no último domingo.

Provável escalação da Chape: Provável escalação do Chapecoense: João Ricardo, Matheus Ribeiro, Joílson, Luiz Otávio, Rafael Santos, Willian Oliveira, Anderson Leite, Ronei, Paulinho Moccelin, Aylon e Perotti.

Brusque vem embalado em busca do segundo título catarinense na história

 Se por um lado a Chapecoense vem embalado, o Brusque também! Já que no último domingo a equipe catarinense venceu o Boa Esporte em Varginha, por 1 a 0 e assumiu a liderança do grupo B do Campeonato Brasileiro Série C. Essa foi a quarta vitória da equipe no torneio nacional, tendo apenas uma derrota em cinco jogos disputados. Agora o Quadricolor vira a chave e vai em busca de uma vitória na Arena Condá para ir tranquilamente para o jogo de volta que será em casa.

O Brusque tenta alcançar o seu segundo título catarinense na história. A equipe comandada pelo técnico Jerson Testoni liderou quase toda primeira fase, mas acabou terminando em segundo lugar após perder para o Figueirense por 1 a 0 na última rodada. Em 13 jogos, conquistou oito vitórias, três empates e apenas duas derrotas. Com 19 gols marcados e 12 sofridos. Um aproveitamento de 69,2%.

Como visitante, o Brusque conquistou cinco das oito vitórias que possui no Catarinense, ou seja, o Quadricolor venceu mais na casa do adversário. Uma delas, inclusive, sobre a própria Chape, por 1 a 0, com gol de Thiago Alagoano. O time de Testoni ainda sofreu as únicas duas derrotas do estadual longe do Augusto Bauer.

O goleiro Carlos destacou as principais forças do Brusque para bater a Chape e sonhar com o título catarinense.

“Vai ser um jogo muito difícil, mas nós temos uma equipe competitiva, uma equipe experiente, que vêm jogando há muito tempo junto. Sabemos das nossas responsabilidades, do nosso modo de jogar, que o técnico Jerson passa para gente. Sempre muito ativo, sempre atacando bastante o adversário, e quando tiver que descer as linhas, vamos descer”, disse Zé Carlos.

“Temos condições de fazer dois grandes jogos, respeitando a equipe adversária. Temos que fazer nosso jogo, como sempre fez, para conseguir levar uma vantagem para Brusque. Se não acontecer, paciência, vamos trabalhar novamente, porque teremos mais 90 minutos pela frente. Mas o mais importante é ter consciência que vai ser um jogo muito difícil e tem que estar ligado”, completou o goleiro.

Provável escalação do Brusque: Zé Carlos, Edilson, Cleyton, Claudinho, Airton, Emerson, Ruan, Eliomar, Jefferson, Dandan e Johnny.

Retrospecto

Chapecoense e Brusque já se enfrentaram 26 vezes na história, o Verdão do Oeste leva vantagem com 16 vitórias, contra 4 vitórias do quadricolor e seis empates.

VAVEL Logo