Marcelo Oliveira admite começo ruim da Ponte contra Oeste, mas ressalta: "Satisfeito com a reação"
Marcelo Oliveira em Ponte Preta 1 a 0 Oeste (Álvaro Jr/Ponte Press)

A Ponte Preta segue invicta há mais de um mês. Na última terça-feira (24), a Macaca venceu o Oeste, por a 1 a 0, em jogo válido pela 23ª rodada da Série B 2020. A atuação contra o lanterna do campeonato no Moisés Lucarelli, entretanto, teve pontos fracos.

Sem esconder que o começo de jogo do clube campineiro foi fraco, o treinador Marcelo Oliveira não deixou de exaltar as substituições feitas por ele.

"Concordo que o primeiro tempo foi ruim, o adversário criou dificuldade. Com as mudanças, ficamos um time mais leve, jogadores entraram bem. Talvez o Oeste também tenha caído fisicamente, mas vamos valorizar a vitória. São cinco jogos sem perder. Vamos conhecendo melhor os jogadores, buscando a melhor formação. O tempo é curto, os jogadores têm oscilado, mas o segundo tempo me deixou satisfeito pela reação e pela produção", relembrou Marcelo Oliveira, destacando a última derrota da Ponte Preta - no dia 24 de outubro, para o CRB, fora de casa.

Apodi

Autor do gol da Macaca no jogo, o lateral-direito foi tema de perguntas específicas na entrevista coletiva. De acordo com Marcelo Oliveira, ele pode atuar tanto na primeira linha defensiva quanto mais à frente. "Eu gosto do Apodi ali na frente também. Pode render bem na frente e por trás. Léo Pereira tem treinado bem, marcado forte e com saúde para chegar na frente, além de ter opção de abrir o time depois, como foi hoje. Se você já entra completamente aberto, depois não tem jogador para trocar", finalizou.

A Ponte está na sétima colocação, com 33 pontos, quatro atrás do Juventude, primeiro time no G-4. No sábado (28), a Macaca visita o CSA, às 16h.

VAVEL Logo