Quem fica e quem sai: veja a situação do elenco do Vasco para 2021
Elenco vascaíno para 2021 deve ser reformulado. (Foto: reprodução / Vasco)

Após o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco deve fazer uma reformulação no seu elenco para a temporada. Em entrevista coletiva, o diretor executivo Alexandre Pássaro disse que o atual elenco do Cruzmaltino não é competitivo e, portanto, precisa ser reformulado.

As mudanças começaram no comando técnico. Vanderlei Luxemburgo não renovou o contrato e deixou a equipe. Marcelo Cabo já foi apresentado como novo treinador. Na apresentação, ele disse que vai conversar com a diretoria para definir quem do atual elenco deverá ser aproveitado.

Fizemos um levantamento do elenco vascaíno e a situação de cada um deles. Quem será que sai e quem fica para essa temporada?

Goleiros

Fernando Miguel: tem contrato longo, até dezembro de 2022. O experiente goleiro teve uma temporada muito irregular e foi alvo de muitas críticas dos torcedores. Para muitos, seu ciclo em São Januário chegou ao fim. Uma rescisão amigável no contrato está em pauta.

Lucão: considerado uma joia em São Januário, com passagens por todas as seleções de base, teve algumas oportunidades em 2020 e deve ganhar sequência durante o Campeonato Carioca.

Alexander: terceiro goleiro, teve algumas chances em 2019, mas foi ultrapassado por Lucão na hierarquia de goleiros vascaínos. Também da base, deve compor o elenco vascaíno em 2021.

Laterais direitos

Léo Matos: com contrato até o final do ano, foi um dos que se salvaram na temporada e deve permanecer.

Cayo Tenório: da base, deve ganhar sequência nesse início de Carioca em que o Vasco jogará com um time alternativo, cheio de garotos.

Yago Pikachu: situação parecida com a de Fernando Miguel, seu ciclo em São Januário parece ter chegado ao fim. Jogador tem mercado e pode ser usado como moeda de troca.

Laterais esquerdos

Henrique: com contrato até agosto, deve ter sua situação definida nos próximos dias. Desde 2013 no elenco vascaíno, jogador não é unanimidade entre os torcedores.

Neto Borges: emprestado pelo Genk da Bélgica até o meio do ano, deve ter sua saída antecipada.

Riquelme: mais uma das grandes promessas da base vascaína, está se recuperando de uma lesão e deve ter suas primeiras oportunidades nesta temporada.

Zagueiros

Leandro Castán: deixou sua situação indefinida após o rebaixamento do Vasco. Com salário considerado alto, a diretoria não deve criar barreiras para uma possível saída do capitão.

Werley: com contrato até o fim de 2022, é mais um jogador que deve ser procurado para uma rescisão amigável no contrato.

Marcelo Alves: emprestado pelo Madureira, teve o contrato encerrado após o Campeonato Brasileiro. Diretoria já procurou o Tricolor Suburbano para que o zagueiro continue em São Januário. Tendência é que fique.

Ricardo Graça: cresceu na temporada e deve ser um dos pilares da reconstrução do time nesta temporada.

Miranda: perdeu espaço após a saída de Ramon Menezes e deve voltar a ganhar sequência neste início de Cariocão.

Ulisses: mais um que deve ter oportunidades no Campeonato Carioca.

Meias

Bruno Gomes: titular na reta final do Brasileirão, é uma das principais promessas da equipe. No entanto, para equilibrar financeiramente o clube, pode ser vendido caso apareça uma boa proposta.

Léo Gil: emprestado até o meio do ano, assim como Neto Borges, pode ter sua passagem por São Januário abreviada.

Carlinhos: muito criticado pela torcida, jogador tem contrato longo em São Januário e terá sua situação avaliada pelo novo treinador Marcelo Cabo.

Andrey: promovido aos profissionais em 2017, ainda não se firmou entre os principais jogadores da equipe. Caso haja proposta, deixará São Januário.

Marcos Jr: após perder espaço na reta final da temporada passada, jogador também não deve continuar em São Januário.

Caio Lopes: promovido recentemente, deve voltar a ganhar sequência no Carioca.

Juninho: muito pedido pela torcida, receberá mais oportunidades durante o Carioca.

Benítez: um dos jogadores mais importantes da última temporada, sofreu com problemas físicos e desfalcou a equipe em momentos importantes. Com salário alto e contrato até o meio do ano, a diretoria avalia o custo benefício do atleta. Fluminense e Atlético-MG já sondaram a situação do jogador.

Atacantes

Talles Magno: teve uma temporada ruim e foi muito criticado pelos torcedores. Principal ativo do Vasco, deve ser vendido nessa temporada para aliviar a crise financeira do clube.

German Cano: é prioridade da diretoria manter seu principal jogador. Mesmo com salário considerado alto, a diretoria vê no seu artilheiro o nome da reconstrução vascaína. Em coletiva, o diretor executivo Alexandre Pássaro, já disse que não medirá esforços para manter o goleador em São Januário. Marcelo Cabo também conta com o atleta para a disputa do Cariocão, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Gabriel Pec: subiu, não correspondeu, voltou para a base e foi o grande destaque da equipe campeã da Copa do Brasil Sub-20. Voltou para os profissionais e foi peça importante no time de Vanderlei Luxemburgo, entrando no segundo tempo dos jogos. Jogará os primeiros jogos do Estadual.

Lucas Santos: perdeu espaço com a chegada de Vanderlei Luxemburgo e deve voltar a ter oportunidades no Carioca. Pode ser emprestado.

Tiago Reis: também pode ser emprestado na temporada para adquirir experiência, mas joga os primeiros jogos da equipe.

Vinícius: desceu para o Sub-20 para a disputa da Supercopa do Brasil e volta aos profissionais para jogar o Campeonato Carioca.

Gustavo Torres: emprestado até o final de 2021, não está nos planos do Vasco, que busca uma forma de negociar o atleta. No contrato com o Atlético Nacional – COL, não há cláusula de devolução.

Ygor Catatau: emprestado pelo Madureira, não deve ter seu contrato renovado.

VAVEL Logo