Botafogo com mais dúvidas do que certezas para Série B
Elenco não passa confiança ao torcedor.(Foto: Vítor Silva /Botafogo)

Após uma desastrosa Série A em 2020, o Botafogo passou por uma reformulação em seu elenco e em sua comissão técnica. Foram doze contratações anunciadas até o momento e a chegada de Marcelo Chamusca que tinha aprovação da torcida. Quase três meses depois, o panorama é de preocupação e muitos botafoguenses querem a saída do treinador.

No Campeonato Carioca, o Botafogo ficou em sétimo na classificação geral e não venceu nenhum clássico. Acabou disputando a Taça Rio, onde chegou à final contra o Vasco, adversário direto na Série B, e perdeu um jogo e conseguiu vencer o segundo. Já na Copa do Brasil, o Alvinegro até começou goleando por 5x0, o Moto Club na primeira fase. Porém caiu na segunda fase para o ABC, após empatar por 1x1 no tempo normal e perder nos pênaltis.

Com esse primeiro semestre ruim, as incertezas em relação a uma boa campanha e o acesso na Série B aumentaram. Principalmente por essa ser considerada a Segunda Divisão mais forte de todas, contando com equipes como: Vasco, Cruzeiro, Coritiba, Guarani, Ponte Preta, Goiás, Avaí e o próprio Botafogo.

Dentro de campo, a expectativa é que novos reforços cheguem ainda essa semana. O lateral direito Daniel Borges, o volante Luis Oyama e o meia atacante Chay devem ser anunciados e provavelmente irão estar disponíveis para o início da Série B. O clube da Estrela Solitária também busca um atacante, após o não de Anselmo Ramon, Rafael Moura é a bola da vez.

Para piorar a situação, as dívidas batem a porta do Glorioso. O clube saiu do Ato Trabalhista e com isso está sujeito a penhoras de ex-jogadores e ex-funcionários. Existe uma incerteza em relação ao pagamento de salários até o fim do ano. Apesar de ter um acordo judicial com a Vara do Trabalho do Rio de Janeiro para que os recursos penhorados sejam direcionados ao pagamento de salários dos atletas e funcionários do Botafogo, o problema é que não existe recursos suficientes até o final do ano. E a diretoria precisará atrair novas receitas.

Em meio a muitas dificuldades dentro e fora de campo, o Botafogo vai precisar vencer muitos jogos para garantir o acesso. Do início de 2020 até o último jogo diante do Vasco na final da Taça Rio, o Alvinegro venceu apenas 17 jogos em 79 disputados. É muito pouco para um clube com uma história tão grande no futebol brasileiro, o Glorioso vai precisar mostrar muita força para conseguir o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro.

A estreia está prevista para sexta-feira (28), diante do Vila Nova às 21h30 em Goiânia. Começar bem é essencial para ganhar confiança e fazer uma boa competição.

VAVEL Logo