Sob pressão, Mozart acredita que Cruzeiro 'não mereceu' derrota para Remo
Foto: Reprodução/Cruzeiro

Nesta terça-feira (20) o Cruziero foi mais uma vez derrotado na Série B 2021. Em duelo válido pela 13ª rodada da competição, a Raposa foi batida pelo Remo por 1 a 0, com gol de Victor Andrade. O resultado marca a sétima partida consecutiva sem vitória do time mineiro, que corre risco de entrar na zona de rebaixamento.

De volta após cumprir suspensão, sobrou para o pressionado técnico Mozart explicar mais um resultado negativo.

"Realmente, nos primeiros 25 minutos, talvez pela ansiedade do gol que nós sofremos, nós erramos demasiadamente por querer acelerar. Depois equilibramos o jogo e terminamos bem o primeiro tempo", analisou.

"Infelizmente no futebol não tem justiça. Aceito as criticas do ultimo jogo, mas infelizmente esse jogo em si nós na minha opinião pelo menos jogamos melhor que o adversário, no mínimo merecíamos um empate aqui".

Pressão no cargo

Com o Cruzeiro ocupando a 16ª posição na tabela, a pressão para que Mozart seja demitido do cargo se torna cada vez maior. O cenário mostra uma torcida impaciente e com inúmeras criticas ao trabalho realizado. Questionado sobre sua situação, Mozart respondeu: 

"Se eu tenho clima? Com certeza! Com relação ao meu relacionamento com os jogadores, é ótimo. Mais uma vez eu tenho que vir aqui enaltecer o que eles fizeram, é óbvio que a derrota dói pela maneira que se desenhou o jogo. Realmente não iniciamos tão bem, mas o jogo estava equilibrado [...] Se eu vou ou não permanecer fica a cargo da diretoria", disse.

"É óbvio que eu treinador vivo de resultado, mas eu também acredito muito em desempenho. O nosso desempenho hoje, ele foi bom na minha opinião. Nós não merecíamos esse resultado, e não é nenhum tipo de média, sou o primeiro a assumir minha responsabilidade", concluiu.

Próximo compromisso

O Cruzeiro volta a campo no próximo sábado (24), quando visita o Vila Nova pela 14ª rodada do Brasileirão Série B.

VAVEL Logo