Projeto internacional do Flamengo visa vaga na Champions League
Foto: Alexandre Vidal / CRF

Após a boa aceitação do Conselho de Administração do Flamengo na apresentação de quinta-feira, o projeto de internacionalização da marca do clube ganha força nos bastidores e ainda ganha doses de otimismo.

Tal apresentação agradou grandes mandatários do clube — alguns opositores também foram convencidos. A atual diretoria mostrou os conceitos básicos do plano de assumir o controle de uma equipe na Europa. E com base em informações de bastidores, o Tondela, de Portugal, é o clube mais próximo de ser "colonizado" pelo Fla.

Durante a apresentação, o vice-presidente de Finanças do Flamengo que toca o projeto, Rodrigo Tostes, preferiu não citar nomes de clubes que conversa diretamente, mas antecipou que negociou com cinco equipes portuguesas.

O projeto do Flamengo tem como um dos objetivos conseguir, com o novo clube, uma vaga na Liga dos Campeões daqui a sete ou oito anos. Mas, antes de atingir essa meta, também há outros desejos.

• Vaga na Conference League em 2 anos

• Vaga na Europa League em 3 anos 

• Vaga na Champions League em 7 ou 8 anos

Dessa forma, o plano ambicioso do Flamengo em ter uma espécie de filial na Europa ganha apoio nos bastidores do clube brasileiro. E Rodrigo Tostes caminha antecipadamente em Portugal para colocar na prática o planejamento.

VAVEL Logo