Pintado pede demissão e não comanda mais a Chapecoense
Márcio Cunha/Chapecoense

A Chapecoense anunciou, em coletiva nesta terça-feira (26), o desligamento de dois profissionais do clube: o treinador Pintado e o executivo de futebol Carlos Kila.

Ambos pediram demissão após não conseguirem dar bons resultados e deixam a Chapecoense na lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas 13 pontos, pior campanha da história do clube na competição.

Kila chegou ao futebol da Chapecoense em julho de 2021 com o objetivo de encontrar reforços que coubessem nos cofres da Chapecoense. No mês seguinte, em agosto, foi anunciada a chegada de Pintado.

A passagem deles pelo Verdão não durou muito. Pintado comandou o clube em apenas 14 jogos, onde teve apenas uma vitória, seis empates e outras sete derrotas. Com 21% de aproveitamento, ele deixa a Chape na lanterna da Série A com 13 pontos.

VAVEL Logo