Pinheirense-PA bate Portuguesa de virada e sai à frente na final da A-2 do Brasileirão Feminino

Paraenses mostram bom aproveitamento nas finalizações e vencem a Lusa, fora de casa, mantendo invencibilidade na competição nacional

Pinheirense-PA bate Portuguesa de virada e sai à frente na final da A-2 do Brasileirão Feminino
Foto: Evelson de Freitas/ALLSPORTS

Melhores times da primeira fase e mostrando favoritismo também nas semifinais, Portuguesa Pinheirense-PA iniciaram disputa pelo título inédito da Série A-2 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2017 nesta quarta-feira (19). No Canindé, em São Paulo, o General teve melhor aproveitamento nas finalizações e bateu a Lusa de virada por 2 a 1, com gols de Francy e IrleyEdna descontou.

Na volta, a ser realizada às 17h da próxima quarta-feira (26) na Curuzu, em Belém, as paraenses podem perder por até um tento de diferença que ficam com a taça. As paulistas, por outro lado, precisarão vencer a partida por dois ou mais de vantagem para reverter o resultado ruim e assegurar a conquista.

Sentindo o forte frio em São Paulo, as equipes foram a campo criando pouco no ataque. Ainda que fora de casa, foi o Pinheirense quem saiu mais disposto, aproveitando espaços pelo lado direito, mas sem obter o sucesso esperado. Para tentar minimizar as falhas, o técnico da Lusa promoveu a entrada de Ballo na vaga de Ellen Cássia, que estava mal.

Lusa teve a melhor chance do primeiro tempo e não obteve sucesso (Foto: Evelson de Freitas/ALLSPORTS)
Lusa teve a melhor chance do primeiro tempo e não obteve sucesso (Foto: Evelson de Freitas/ALLSPORTS)

Buscando reagir no confronto e indo para cima tentando sair à frente, em seus domínios, a Portuguesa teve a melhor oportunidade da etapa inicial. Após cobrança de falta com perfeição na pequena área, Leti viu Day aparecer no meio da marcação e deu o passe. A zagueira mandou de primeira e Rosany fez verdadeiro milagre para intervir. Logo depois, Irley tentou surpreender ao arriscar de longe, contudo Ellen defendeu sem esforços.

Na etapa final, as mandantes seguiram empurradas pelos torcedores e persistiram para ficar em vantagem. Determinadas, as paulistas foram incisivas e balançaram as redes, quando a volante Edna arrancou pelo meio. Driblando as marcadoras, a cabeça de área emendou a bomba e não deu chance de defesa.

Mostrando que não iriam se abater fora de casa, as paraenses tiveram a oportunidade do empate e demonstraram eficiência. Após cobrança de escanteio, a zaga das anfitriãs afastou mal e Francy acertou um belo chute no ângulo. Em seguida, Irley foi derrubada por Ballo na pequena área. Ela mesmo bateu, em segurança, e virou o marcador, fechando o caixão.


Share on Facebook