No Independência, Atlético-MG e Coritiba medem forças por objetivos diferentes

Galo busca encostar no G-4, enquanto Coxa precisa da vitória para deixar a zona de rebaixamento

No Independência, Atlético-MG e Coritiba medem forças por objetivos diferentes
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético-MG
Coritiba
Atlético-MG: Victor; Carlos Cesar, Leonardo Silva, Ronaldo e Douglas Santos; Eduardo, Carioca, Robinho, Maicosuel e Carlos; Fred
Coritiba: Wilson; Ceará, Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo e Juan; Leandro (Edinho), Kazim e Kleber
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 14° rodada do campeonato brasileiro a ser realizado no Independência em Belo Horizonte.

Atlético-MG e Coritiba se enfrentam nesta segunda-feira (18), às 20h, no Independência, pela 14° rodada do Campeonato Brasileiro. Mineiros e paranaense estão com objetivos diferentes na competição. Enquanto o alvinegro busca se encostar nos líderes, o Coxa Branca precisa da vitória para fugir da zona de rebaixamento.

O time comandado por Marcelo Oliveira tem 20 pontos e ocupa a 11° colocação. A campanha conta com cinco vitórias, cinco empates e quatro derrotas. O número de gols feitos e sofridos é o mesmo: 22. O que resulta em um saldo de 0 gols. O aproveitamento é de 47,6%. Já o time de Pachequinho tem 15 pontos, sendo três vitórias, seis empates e cinco derrotas. Saldo de gols de -3 e aproveitamento na competição de 35,7%.

Ambos os times vêm de duas rodadas sem vitórias e travam um confronto em busca dos três pontos para subir na tabela. O Atlético pode chegar à oitava colocação com a vitória, ficando a três pontos do G-4. Caso o Coritiba vença, ele pode sair do Z-4 alcançando a 14° posição e abrindo três de distância da zona.

Retorno de uns, saída de outros

O Atlético-MG terá que driblar os desfalques para poder retomar o caminho das vitórias. Cazares e Marcos Rocha se contundiram na última rodada. O lateral sofreu uma luxação no braço, enquanto o meia teve uma ruptura no tendão do adutor da coxa. Além deles, Donziete ainda se recupera no departamento médico e Junior Urso, com edema muscular se juntou ao companheiro de posição. Dátolo faz trabalho específico de reforço muscular devido ao alto número de lesões.

Mas nem todas as notícias são ruins no Galo, dois atacantes importantes para o time e queridos pela torcida estão de volta. Lucas Pratto e Luan já estão liberados do departamento médico e treinam normalmente com os companheiros. Ambos ainda não jogaram neste campeonato brasileiro. O atacante argentino já consta na lista de relacionados e poderá entrar durante a partida. Marcelo Oliveira inclusive comentou sobre a sonhada dupla de ataque do torcedor atleticano Fred e Pratto:

“Eles podem se completar. Nos treinos, mostraram que podem jogar juntos. O Pratto tem boa movimentação, sai bem, é experiente, comunica muito dentro do campo. Para esse jogo isso não deve acontecer, mas ele deve estar à disposição para jogar um período menor contra o Coritiba. Temos que ter cuidado com os jogadores que estão voltando de lesão. Temos que ter cuidado no dia a dia e colocar no tempo certo para jogar”.

Precisa fazer gols

O Coritiba treinou durante a semana com um único pensamento: fazer gols. O time paranaense marcou apenas duas vezes nos últimos cinco jogos. Esta é uma dor de cabeça do técnico Pachequinho que comentou a escassez de bolas na rede:

“Em todos os jogos temos criado e tivemos oportunidades. Nesse último jogo [contra o Botafogo] teve a bola que parou na risca aos 43 minutos do primeiro tempo, quando o goleiro Sidão fez uma defesa em cima da linha. Contra os adversários parece que é o contrário, a bola entra, mas para nós a dificuldade se torna maior. Vamos trabalhar essa questão para que a sorte nos ajude, e consigamos fazer os gols e as vitórias”.

O time vai a Minas Gerais em busca da primeira vitória fora de seus domínios. O treinador mantém uma dúvida na equipe: Edinho ou Leandro. Ser mais conservador fora de casa ou manter a escalação ofensiva com três atacantes em busca de marcar mais gols.