No retorno à Série B, Vila Nova bate Bragantino no Serra Dourada

Equipe da casa se aproveita melhor de suas chances e consegue iniciar bem competição nacional diante do rival paulista

No retorno à Série B, Vila Nova bate Bragantino no Serra Dourada
Foto: Divulgação/Vila Nova
Vila Nova
3 1
Bragantino
Vila Nova: Edson; Jefferson Feijão, Anderson, Vinícius Simon e Marcelo Cordeiro; Victor Bolt, Robston, Dudu (Thiago Brito, min. 57), Jean Carlos e Roger; Vandinho (Frontini, min. 61). Técnico: Rogério Mancini
Bragantino: Felipe; Alemão, Douglas Silva, Éder Lima e Bruno Pacheco; Serginho, Edson Sitta e Zambi; Erick (Lincom, min. 68), Elder Santana (Thiago Santos, min. 46) e Eliandro (Jobinho, min. 75). Técnico: Léo Condé
Placar: 1-0, min. 05, Robston. 1-1, min. 51, Eliandro. 2-1, min. 58, Thiago Brito. 3-1, min. 66, Robston.
ÁRBITRO: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ) Cartões Amarelos: Vila Nova: Bragantino: Elder Santana (min. 23) e Serginho (min. 76)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Nessa sexta (13) o Serra Dourada recebeu o confronto entre Vila Nova e Bragantino pela 1ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016. E num jogo disputado e tendo como destaque Robston que marcou duas vezes, a equipe venceu por 3 a 1 o Braga e assim iniciou bem a competição.

Na próxima rodada o Vila Nova visita o Náutico na Arena Pernambuco na terça (17) às 21h30. Já o Massa Bruta abre novamente a rodada no mesmo dia só que às 19h30 no Nabi Abi Chedid contra o Luverdense.

Vila Nova começa comandando as ações e faz com que Bragantino jogue mais recuado

Como já era de se esperar o Vila tomou as rédeas da partida e aos cinco minutos, Roger fez bela jogada pela esquerda e tocou rasteiro para Vandinho que mandou de letra para Robston bater no ângulo e assim marcar o primeiro tento da edição 2016 da Série B e também abrir o placar na peleja.

As dificuldades do Bragantino residiam na saída de bola que era muito dificultada por conta da marcação-pressão feita pelo time da casa. Aos 24, Jean Carlos bateu falta na área e atrás da defesa Vandinho apareceu livre na área e obrigou Felipe a intervir de modo a evitar o segundo tento do time goiano.

Com 32 minutos, o Braga teve sua primeira chance. Elder Santana escapou da marcação, cruzou para área e Eliandro subiu mais alto que a zaga, levando muito perigo e assustando Edson. Na reta final ambos os times se contentaram com o resultado parcial e o Vila Nova foi para os vestiários vencendo por 1 a 0.

Vila sofre susto, mas garante vitória

Após o período de descanso, uma das equipes assim como na primeira parte veio mais ligada e dessa vez foi o Bragantino. Logo aos seis minutosm marcou com Eliandro ,que aproveitou boa jogada de Zambi e a confusão entre Thiago Santos e Édson com a pelota sobrando para o centro-avante empatar o jogo.

Aos 13, o Vila Nova conseguiu ficar na frente novamente. Thiago Brito, que tinha acabado de entrar, conseguiu pôr o time a frente após cruzamento de Roger e escorregão do companheiro Vandinho, ele se aproveitou e mandou pra dentro não dando chances a Felipe.

Com 21 minutos, o time da casa matou o duelo. Robston roubou a bola na intermediária, tabelou com Frontini, tirou dois zagueiros e bateu no ângulo para fazer seu segundo gol no jogo e o terceiro do time da casa.

Na reta final, o time da casa passou a tocar mais a bola e sob gritos de olé em determinados momentos, a equipe só administrou a partida na reta final. Os visitantes só conseguiram ter uma chance aos 44 minutos com Thiago Santos, que cortou pro meio e bateu de canhota e quase iludiu Édson que deu rebote e na sobra a pelota ficou com o arqueiro que garantiu o triunfo por 3 a 1.