Mesmo com críticas da torcida, atletas do Corinthians apoiam atacante Kazim

Após a derrota para a Ponte Preta, os jogadores do Corinthians afirmam confiança em companheiro que vem sendo criticado por torcedores devido a últimas partidas

Mesmo com críticas da torcida, atletas do Corinthians apoiam atacante Kazim
Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Em primeira partida oficial do ano, o Corinthians foi derrotado pela Ponte Preta por 1 a 0 no Pacaembu, nesta quarta-feira (17) em jogo válido pelo Campeonato Paulista. O time voltava de pré-temporada nos Estados Unidos, após duas partidas na Florida Cup, contra o PSV (HOL) e Rangers (ESC).

O atual campeão da competição conta com reforços como Junior Dutra, que chegou a atuar alguns minutos durante a partida, sendo um dos possíveis substitutos de Jô, o atacante declarou que ainda não sabe em qual posição irá atuar certamente, mas que confia no treinador para lhe posicionar corretamente.

“Ainda não sei em que posição irei jogar, se ele [Carille] precisar de mim mais aberto, irei dar o meu melhor, e se precisar de mim como um “9”, dentro das minhas características, vou jogar também, ele sabe o que esperar de mim”, comentou Junior Dutra na saída do estádio.

O atacante recém-chegado ainda descreveu o estilo de jogo do adversário da partida, e disse que mesmo com paciência, o Timão ainda não conseguiu furar o bloqueio da defesa da Macaca, ainda mais após o gol de Felipe Saraiva.

“A Ponte veio jogar por uma bola, a linha deles estava muito fechada, tivemos paciência, nosso time soube jogar, mas eles encontraram uma bola, que ainda desviou, com um jogador a menos, são coisas que acontecem no futebol, e depois disso não conseguimos mais furar o bloqueio deles”, apontou o atacante, ex-jogador do Avaí.

O camisa 10, Jadson, teve a oportunidade de empatar a partida no Pacaembu após um pênalti ser marcado a favor do Corinthians, mas desperdiçou a cobrança, o que fez alguns torcedores questionarem a decisão do jogador de não dar a oportunidade de algum companheiro de time realizar a cobrança.

“Sempre treino, venho batendo os pênaltis desde o ano passado, e a opinião popular faz parte da nossa profissão, mas na próxima é treinar para melhorar e ajudar a equipe”, argumentou Jadson.

Apesar da desconfiança da torcida, os jogadores que passaram pela zona mista demonstraram total confiança no atacante Kazim, que foi titular contra a Ponte Preta, porém não teve a oportunidade de marcar um gol.

“Começo de temporada não podemos julgar ainda, temos que dar confiança para o Kazim, tenho certeza que ele ainda vai nos ajudar muito”, afirmou o goleiro e capitão do time, Cássio.