Volante Gabriel se distancia sobre centroavante titular no Corinthians: "Carille vai decidir"

Após a vitória alvinegra no Majestoso na tarde de sábado (27) os jogadores do Corinthians continuaram falando sobre a indecisão do treinador entre Kazim e Júnior Dutra, e destacam a importância do entrosamento coletivo

Volante Gabriel se distancia sobre centroavante titular no Corinthians: "Carille vai decidir"
Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

O Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 1 neste sábado (27) no Pacaembu, em São Paulo. Foi o primeiro clássico do Timão no ano, e já saindo com vitória, com gols de Jadson, logo no primeiro minuto do Majestoso, ainda no primeiro tempo Brenner empatou para o time visitante, e o zagueiro Balbuena marcou ainda no primeiro tempo, deixando o Corinthians na frente do placar de novo.

O meia Rodriguinho não marcou nenhum dos gols, mas foi responsável para que a bola chegasse em Jadson, para a abrir o placar, e o entrosamento dos dois, devido ao novo esquema utilizado por Carille, vem sendo elogiado pelo treinador e por torcedores, mas o meia afirma que é necessário o entrosamento de todo o time, e não só de dois jogadores do meio campo, para que o time possa jogar melhor.

“Ficamos felizes pelo entrosamento coletivo, e ajuda bastante, dá tranquilidade pra que possamos criar jogadas sem sofrer tanto na defesa. A importância é de todos, temos a obrigação de criar jogadas, mas se os pontas não descem, dificulta, se não tivermos uma solidez na defesa pra poder atacar também dificulta, o coletivo se torna forte pra recebermos os méritos”, declarou Rodriguinho após o fim da partida.

Apesar do entrosamento entre o elenco, a falta de certeza sobre o centroavante do time, com a disputa entre Kazim e Júnior Dutra, o turco não vem em boa fase e acaba por ser criticado por grande parte da torcida, da parte do elenco, o apoio vem sendo mostrado pelos dois jogadores, deixando assim a escolha para Carille, sem interferências.

“Cada jogador tem uma característica, o Kazim joga de trás pro gol, foi importante pro primeiro gol, e tem uma função que talvez não apareça muito pros espectadores mas pra equipe é muito importante, tem total confiança. O Dutra dá uma mobilidade e velocidade maior, claro que são características diferentes, e em termos do adversário o Carille vai escolher quem é melhor, apontou o volante Gabriel na zona-mista.

O recém-chegado Júnior Dutra falou sobre a disputa da vaga de titular, que foi de Kazim no Majestoso, e Carille havia dito que isso seria decidido após a partida contra a Ferroviária, que Júnior jogou os 90 minutos, e neste sábado entrou apenas no segundo tempo, tentando marcar novamente, e ampliar o placar para o time alvinegro.

“Tem jogos que é assim, entrei com a função de levar o time pra frente, marcar bastante a saída de bola deles, procurei fazer meu melhor na necessidade do jogo. Não sei se isso [estado físico] foi o determinante pra eu começar o jogo ou não, estou vindo em começo de trabalho e ele [Carille] deve ter conversado com a equipe dele e a parte física pesou mais na estratégia, começar o Kazim e depois eu entrar”, comentou Júnior Dutra.

Durante a partida, Gabriel, do Corinthians, e Diego Souza, do São Paulo, se envolveram em confusão após falta marcada para o time visitante, e Gabriel foi atingido pelo adversário, mas o juiz da partida, Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, aplicou cartão amarelo para o dois jogadores, e o volante do Timão comentou a decisão feita.

“Naquele momento o arbitro pensou mais em controlar o jogo, do que realmente o que o lance foi, eu dei o carrinho na bola e ele [juiz] marcou falta no Balbuena, e depois fui jogar a bola onde a falta aconteceu e o Diego Souza veio me empurrando e chutando, mas acontece, é coisa de jogo, não temos nenhum problema pessoal, mas o juiz deve ter pensado em dar uma compensada no cartão”, comentou Gabriel.