CRB conquista primeira vitória em casa e tira invencibilidade do Criciúma

Jogo bem movimentado teve oportunidades de gol para as duas equipes; melhor para o Galo, que volta a vencer no Brasileiro

CRB conquista primeira vitória em casa e tira invencibilidade do Criciúma
(Foto: Thiago Davino/Minuto Esportes)
CRB
2 1
Criciúma
CRB: Juliano; Marcos Martins, Adalberto, Flávio Boaventura e Diego Corrêa; Olívio, Matheus Galdezani, Dakson (Jonathan Bocão – 20’/2ºT), Gérson Magrão (Wigor – 37’/2ºT) e Luidy (Rodolfo – 48’/2ºT); Neto Baiano. Técnico: Mazola Júnior.
Criciúma: Luiz; Ezequiel, Raphael Silva, Nathan e Diego Giaretta (Roberto – intervalo); Barreto (Alex Maranhão – 29’/2ºT), Douglas Moreira, Élvis e Juninho (Gabriel Leite – intervalo); Niltinho e Gustavo. Técnico: Roberto Cavalo.
Placar: 1-0, Luidy, 29'/1ºT. 2-0, Flávio Boaventura, 36'/2ºT. 2-1, Élvis, 44'/2ºT.
ÁRBITRO: Felipe Duarte Varejão (Aspirante FIFA/ES), auxiliado por Leonardo Mendonça (ES) e Aílton Farias da Silva (SE) | Cartões amarelos: Ezequiel (CRI - 39'/1ºT), Matheus Galdezani (CRB - 42'/1ºT), Dakson (CRB - 14'/2ºT), Juliano (CRB - 31'/2ºT) e Luidy (CRB - 47'/2ºT).
INCIDENCIAS: Partida realizada no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, na noite desta sexta-feira (27). Confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2016.

No ritmo frenético do Campeonato Brasileiro da Série B, com muitos jogos em tão pouco tempo para descanso, CRB e Criciúma mediram forças no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL. De um lado, o Galo vinha de duas derrotas consecutivas e media forças contra o invicto Tigre. Melhor para a equipe alagoana, que fez valer o mando de campo e venceu na quarta rodada por 2 a 1. Luidy e Flávio Boaventura marcaram os gols regatianos, enquanto Élvis descontou para os carvoeiros.

Com o resultado, o Regatas subiu para a oitava colocação, com seis pontos ganhos. O Tigre, por sua vez, perdeu a oportunidade de assumir temporariamente a liderança da Série B e a invencibilidade na competição nacional, mas permanece por ora no G-4, com sete pontos. A próxima rodada será realizada completamente na terça-feira (31). O CRB encara o Vila Nova no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, às 19h15. Por sua vez, o Criciúma mede forças contra o Avaí, no clássico catarinense disputado no Heriberto Hülse, às 21h30.

CRB abre vantagem em movimentado primeiro tempo

A partida começou muito estudada. Os clubes procuraram as brechas do adversário para atacar e chegar ao gol. Os primeiros 20 minutos do confronto foram travados, com as defesas melhor em campo e com bom desempenho. A partir dos 20 minutos, a partida ficou aberta e as equipes atacaram mais, encontraram mais espaços e começaram a disputar um belo jogo.

Aos 20, Dakson levantou na área, Neto Baiano cabeceou firme e o goleiro Luiz fez um milagre e a bola ainda acerta o travessão. No rebote, Flávio Boaventura concluiu para fora. O Criciúma respondeu também no jogo aéreo. Aos 24 minutos, Élvis cruzou no lado direito de ataque, Raphael Silva testou sozinho e Juliano começou a fazer a diferença no jogo com espetaculares defesas. Na partida cada vez mais lá e cá, os regatianos conseguiram abrir o placar. Aos 29 minutos, Luidy recebeu lançamento no lado direito, dominou a bola no peito e completou na saída de Luiz.

O Criciúma partiu para o ataque em busca do empate ainda na etapa inicial. Aos 34 minutos, Gustavo foi à linha de fundo e bateu para trás. Sozinho, Élvis isolou a bola e desperdiçou oportunidade excelente para os catarinenses marcarem o primeiro gol no jogo. Aos 38, Dakson acionou Neto Baiano na área. Centroavante alvirrubro não definiu se chutava ou cruzava e a defesa adversária afastou o perigo. Aos 43, Élvis jogou na área e Diego Giaretta completou para as redes, mas a arbitragem anulou o lance ao alegar impedimento do lateral-esquerdo. O CRB voltou a levar perigo aos 46 minutos. Marcos Martins passou por dois em bela jogada individual e cruzou para a área, mas a defesa do Criciúma afastou.

Criciúma pressiona, mas Juliano garante vitória do Galo

O Criciúma começou o segundo tempo com a postura ainda mais ofensiva. Aos três minutos, em cobrança de falta no lado direito de ataque, Élvis alçou bola na área e Nathan cabeceou com muita força. O goleiro Juliano se esticou para fazer nova defesa plástica e garantir a vantagem alvirrubra. O CRB atacou pela primeira vez na etapa complementar aos oito minutos. Luidy deixou Matheus Galdezani na cara do gol. Sozinho na área, o volante dominou e chutou para fora.

Com mais necessidade do gol, o Tigre quase conseguiu o empate, mas parou nas excelentes intervenções de Juliano. Aos 19 minutos, Élvis bateu fechado e com curva, e o arqueiro regatiano defendeu lindamente. Quatro minutos depois, Élvis novamente cobrou falta e Roberto foi acionado na pequena área. Juliano fez arrojada defesa e salvou o Galo. A pressão catarinense quase deu resultado aos 33 minutos, quando Gustavo cruzou e Élvis desviou de cabeça. A bola caprichosamente bateu na trave.

O CRB apostou nos contra-ataques para resolver o jogo. Aos 36 minutos, Luidy matou a bola no peito dentro da área e finalizou cruzado. A pelota desviou na zaga e por muito pouco não entrou. Na jogada seguinte, o Regatas conseguiu ampliar a vantagem e ganhar mais tranquilidade na reta final do jogo. Diego Corrêa cobrou escanteio na pequena área, a defesa do Criciúma cortou mal e a bola bateu na trave. Na sobra, o zagueiro Flávio Boaventura encheu o pé e marcou o segundo gol da equipe alagoana.

Ainda assim, o Criciúma não desistiu. Aos 42 minutos do segundo tempo, a arbitragem assinalou penalidade máxima ao alegar que a bola bateu na mão do zagueiro Adalberto. Na cobrança, Élvis deslocou o goleiro Juliano e diminuiu a diferença. Empurrado para manter a invencibilidade no Campeonato Brasileiro da Série B, o clube catarinense foi completamente ao ataque e buscou a igualdade. A defesa do CRB se segurava ao máximo para evitar o terceiro tropeço seguido. E conseguiu. Com forte esquema defensivo montado, o Galo segurou a pressão carvoeira e conseguiu a primeira vitória diante do seu torcedor.