Vitória contra Grêmio deixa Sidnei Lobo satisfeito, e Mano volta para decidir futuro

Auxiliar técnico da Raposa comandou a equipe mais uma vez  na temporada; gaúcho deve negociar permanência em breve

Vitória contra Grêmio deixa Sidnei Lobo satisfeito, e Mano volta para decidir futuro
Sidnei Lobo substituiu a Mano Menezes mais uma vez (Foto: Rodrigo Rodrigues/DiaEsportivo/Cruzeiro)

O Cruzeiro chegou à sua 13ª partida de invencibilidade, somando jogos da Primeira Liga, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. No certame nacional, são quatro vitórias e um empate, nas últimas cinco partidas. A vítima da vez foi o Grêmio, em Porto Alegre. Com a vitória por 1 a 0, gol de Rafael Sóbis, aos 24 minutos do segundo tempo, a Raposa alcançou a vice-liderança de forma provisória.   

O resultado importante contra um adversário direto deixou o auxiliar técnico Sidnei Lobo satisfeito. Sidnei substituiu a Mano Menezes mais uma vez no comando da equipe celeste e fez uma panorama do que aconteceu na Arena do Grêmio, especialmente após o intervalo.

"A gente já sabia que ia acontecer, o Grêmio é um adversário que envolve bastante e a gente tinha que ter um envolvimento muito grande para poder marcar muito forte e não dar espaços. Isso aconteceu algumas vezes, algum tipo de espaço, por isso chamei o Ezequiel e o Rafinha para poder orientá-los no trabalho próximo. Conseguimos neutralizar, virou 0 a 0 e no intervalo corrigimos o posicionamento, justamente para não dar esse volume para o Grêmio. Fomos coroados, fizemos o gol e garantimos a vitória”, disse.

Lobo ainda ressaltou que o time cruzeirense poderia ter feito mais gols se o contra-ataque tivesse funcionado com uma maior exatidão.

“Podíamos até ter feitos outros gols no final, nos contra-ataques, porque o Grêmio se atirou e começou a jogar bolas na área e a gente sempre ficando com a posse de bola. Poderíamos ter tido um pouco mais de calma. Suportamos bem a pressão do Grêmio no final e saímos com o resultado positivo”, declarou Sidnei.

Presença de Mano Menezes 

O técnico Mano Menezes, que se recupera de um tratamento de saúde, não dirigiu o Cruzeiro à beira do campo, no entanto, esteve presente no duelo desta quarta-feira (11). O comandante azul permaneceu em um dos camarotes do estádio, e, logo depois do confronto, falou com a imprensa sobre a sua situação e o momento vivido pelo time na temporada.

“Estava precisando ficar um tempinho parado por orientação médica, mas estou liberado para voltar a trabalhar normalmente. Então, isso deixa a gente feliz, assim como desempenho da equipe. A gente sabe que isso valoriza nossa conquista na Copa do Brasil, foi uma conversa importante para que déssemos tudo que pudéssemos. Dormir na segunda colocação dá um gostinho especial”, declarou Mano.

O treinador destacou o que pensa e planeja para o seu futuro e também do Cruzeiro. Nos próximos dias, ele vai sentar com a nova diretoria do clube para negociar sua permanência .

“Tenho contrato com o Cruzeiro até 31 de dezembro. Está tudo bem. Depois disso, a gente senta e renova o contrato ou não renova. Já pensei, já disse isso no final da Copa do Brasil, quando me perguntaram. O mais importante de tudo é as coisas estarem claras para todos os lados, porque será um ano importante para o clube. Sabemos como são as expectativas. Quando se cria expectativa, precisamos criar maneiras de atender essa expectativa do torcedor para que esse momento bom que se tem hoje não virar frustração ano que vem. Isso é o mais importante de tudo”, disse o treinador. 

O Cruzeiro agora, descansa. Somente volta a atuar na próxima quarta-feira (18), contra o Coritiba, no Couto Pereira, em jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão. 

Mano Menezes volta ao comando do time na próxima rodada (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)
Mano Menezes volta a comandar o Cruzeiro na próxima rodada (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)