Mano confirma baixas contra Vasco e avalia rixa política no Cruzeiro: "Não é bom"

Rafael Sóbis e Jonata são desfalques certos, assim como deve acontecer com o zagueiro Murilo, que acusou dores na coxa

Mano confirma baixas contra Vasco e avalia rixa política no Cruzeiro: "Não é bom"
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Dentro de campo, o Cruzeiro alcançou certa calmaria com a conquista da Copa do Brasil, mas passa por um ambiente bastante tumultuado fora das quatro linhas. Com a recente acusação de Bruno Vicintin a Itair Machado de tê-lo ameaçado de morte (respectivos ex e próximo vice-presidentes de futebol da Raposa), a fase política do clube mineiro tomou os holofotes. Para o técnico Mano Menezes, assuntos assim incomodam, mas não podem afetar ao grupo de atletas e à comissão.

"Claro que quando você vê determinadas situações que o seu clube esta envolvido, você paralelamente não gosta, não é bom. Mas, por enquanto, não nos diz respeito diretamente. Eles vão resolver um assunto que deve ser resolvido. Diferentemente do que as pessoas pensam, o dia a dia do futebol sempre caminha de uma forma isolada dessas questões internas. Tivemos méritos de fazer isso o tempo inteiro. Espero que não seja necessário termos esse tipo de preocupação", afirmou o comandante celeste.

Mesmo com todo o contexto no qual o clube está envolvido, a equipe ainda disputa o Campeonato Brasileiro normalmente. No próximo domingo (26), os mineiros vão receber o Vasco, que briga por vaga na Libertadores da América, às 17h. Para o duelo no Mineirão, Mano terá a volta dos meias Robinho e Thiago Neves, que cumpriram suspensão na rodada anterior, em empate fora de casa com o Vitória.

Além dos retornos, o técnico celeste terá também algumas baixas. O atacante Jonata sofreu um corte na pálpebra no jogo em solo baiano e não atuará contra o Vasco. “A questão de Jonata, não (será relacionado). Jonata não pôde nem jogar ontem [quinta], já que a intenção era colocá-lo para jogar na decisão da Supercopa [Supercopa Sub-20, entre Cruzeiro e Atlético-MG]. A lesão não foi no supercílio, foi na parte do cílio (pálpebra), e isso causa um problema muito maior. Jonata não vai. O Sóbis também não vai”, enfatizou.

Como citado por Mano, Rafael Sóbis é outro desfalque para a partida no Gigante da Pampulha. O atacante tem sentido dores nas articulações nas últimas semanas, e por isso foi vetado para domingo. Questionado sobre a volta de Ariel Cabral, que retornou aos treinos com bola nessa quinta (23) após recuperar-se de uma entorse no tornozelo, Mano comentou sobre a possibilidade de o volante jogar a última rodada do Brasileirão. “Para esse jogo ainda não. Para o jogo contra o Botafogo, há uma possibilidade”, colocou.

O último jogo de Ariel Cabral foi no dia 30 de julho, contra o Vitória, pela 17ª do torneio nacional. Desde então, o volante argentino vinha tratando da entorse, ficando de fora, por exemplo, da semifinal e da decisão da Copa do Brasil. Depois de deixar o treino dessa quinta mais cedo ao acusar dores na coxa direita, o zagueiro Murilo ainda é dúvida para domingo, mas dificilmente jogará.

“O Murilo nós vamos aguardar. Nós já havíamos feito um exame, que não constatou lesão. Mas a parte clínica que o jogador apresenta e os sintomas que ele sente são determinantes para tomarmos decisões. E não há nenhuma razão para colocar um jogador que não está 100%”, explicou Mano Menezes.

Depois de enfrentar o Vasco em casa, o Cruzeiro dará adeus à edição 2017 do Campeonato Brasileiro longe de Belo Horizonte. Os mineiros vão visitar o Botafogo no dia 3 de dezembro, às 17h, no Estádio Nilton Santos. Atualmente, a Raposa ocupa a quinta colocação, com 56 pontos, ao passo que o Vasco chega na nona posição, com 50.