Zezé Perrela sugere contratações modestas e pede paciência para torcida do Cruzeiro

Novo presidente do Conselho Deliberativo entende que momento financeiro vivido pelo clube, pede cautela nas negociações

Zezé Perrela sugere contratações modestas e pede paciência para torcida do Cruzeiro
Zezé Perrela assume cadeira no Conselho Deliberativo do Cruzeiro para os próximos anos (Foto: Cruzeiro/Divulgação)

Após anos fora do Cruzeiro, o senador da República Zezé Perrela está de volta ao clube. O ex-presidente da Raposa assumiu na última segunda-feira (18), o Conselho Deliberativo da equipe mineira. Durante cerimônia de apresentação dos novos diretores, Perrella contestou a gestão de Gilvan de Pinho Tavares, o antecessor de Wagner Pires de Sá. Ainda de acordo com o conselheiro, a torcida precisa ter calma, porque o time estrelado não deve fazer grandes contratações.

"O torcedor tem que ter paciência com o Wagner (Pires de Sá, novo presidente). Não espere grandes contratações, é a minha visão. Ele terá que acertar as finanças do clube, apostar na base, antes de começar a contratar", comentou.

Questionado sobre a possibilidade de negociações para a próxima temporada, Perrella mirou em suas gestões como presidente do Cruzeiro e sugeriu medidas para o fortalecimento do futebol cruzeirense com a presença de novos atletas, mesmo convivendo com uma grave crise financeira. 

"Acho que dá para fazer as coisas. Sempre dá para montar bom times, às vezes, sem fazer besteira, sem grandes nomes. Eu trouxe o Palhinha que estava encostado no São Paulo. Juntamos com jogadores da casa (em 1996). O time de 2003 foi montado investindo pouco, com Aristizábal e outros nomes vindo nessa situação de investir menos. Não foi um time milionário, mas foi campeão. Quando fala em não trazer grandes contratações, é porque tem vezes que o torcedor espera o Neymar. A situação financeira do Cruzeiro não é simples. O Cruzeiro passou de segunda menor dívida do Brasil para um dos mais endividados, o Cruzeiro conseguiu encostar no Atlético-MG neste sentido", finalizou.