Renê quer que Flamengo evite oscilações para garantir vaga na Libertadores

Lateral-esquerdo foi titular mais uma vez e teve boa atuação na vitória do Rubro-negro sobre o Cruzeiro por 2 a 0; Renê ainda defendeu Everton e elogiou o atacante

Renê quer que Flamengo evite oscilações para garantir vaga na Libertadores
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Após a importante vitória sobre o Cruzeiro, 2 a 0, na Ilha do Urubu nessa quarta-feira, o lateral-esquerdo Renê falou com a imprensa na zona mista. De acordo com o atleta, o rival na decisão da Copa do Brasil, que ficou com o título nos pênaltis, não estava ''entalado" entre os jogadores rubro-negros:

"Acho que não, foram campeões naquele dia, mas nos pênaltis. Acho que não tínhamos perdido para eles ainda nesse ano, mas também não tínhamos ganhado. Não estava entalado não, toda equipe que vem jogar contra a gente, temos que pensar em vencer, independente de ser o Cruzeiro, que ganhou o título em cima da gente, ou qualquer outro time. Agora é pensar para frente porque o Cruzeiro já passou".

Ainda sobre a vitória nessa noite, o jogador afirmou que os jogadores estão se doando a cada partida, e que quando não vai na técnica, vai buscar a vitória na raça e na vontade, destacando que do outro lado há outra equipe que também fará o mesmo:

"Estamos encontrando nossa maneira de jogar, brigando bastante com muita raça e muita vontade. Tem dia em que não dá na qualidade, e a gente vai na força, e tem dia que é difícil mesma na força e na vontade, o outro lado também tem onze com vontade e com objetivo igual a gente e as vezes não acontece o que esperamos, que é a vitória, mas temos sempre que levantar a cabeça e pensar no próximo jogo que é sempre o mais importante", disse.

Na sétima colocação com 50 pontos, o Flamengo conquistou apenas a primeira vitória contra equipes do G-7, e a terceira contra os 11 grandes que disputam o Brasileiro desse ano. Essa oscilação da equipe foi destacada pelo lateral, que garantiu que os jogadores se esforçarão para diminuir os erros e levar o Flamengo à próxima Libertadores:

"Se soubéssemos o motivo, teríamos resolvido. Acho que passa também, pela qualidade da outra equipe. Contra o Fluminense, fizemos uma bela partida, contra o Grêmio também estávamos fazendo uma bela partida mas vacilamos um pouco e, eles são uma equipe de qualidade, não à toa estão na final da Libertadores. A gente tem que reconhecer que as vezes a gente não joga bem porque a equipe adversária é boa, marca o nosso ponto forte, mas temos que procurar trabalhar isso, e sempre sobressair independente do adversário para não ter essa oscilação no final e para que possamos conquistar o nosso objetivo final", completou.

Por fim, Renê foi questionado sobre um suposto protesto de Everton na comemoração do primeiro gol da equipe. O lateral-esquerdo afirmou não ter visto a comemoração do atacante, mas relembrou que Everton é querido pela torcida e que estava feliz com o gol marcado:

"O Everton? Eu estava lá na hora da comemoração mas não cheguei a ver e acho que ele é um cara que não deve ter o que reclamar da torcida. É um cara que a torcida gosta muito, que joga sempre com raça, nos últimos jogos vem sempre marcando gols e não teve isso não. Torcida o abraçou na hora da comemoração e ele está muito feliz", disse.

Na próxima rodada, o Flamengo irá até o Allianz Parque enfrentar o Palmeiras, no domingo às 17h. Caso vença, o Rubro-Negro poderá terminar a rodada um ponto atrás do 4º colocado.