Raio-X: com melhor ataque, Flu tem desafio contra sólida defesa do Botafogo

Tricolor tem o melhor ataque do Brasileirão, empatado com o líder Corinthians, e do ano; Alvinegro tem a 4ª melhor defesa do campeonato e a segunda menos vazada do Rio de Janeiro

Raio-X: com melhor ataque, Flu tem desafio contra sólida defesa do Botafogo
Raio-X do Clássico Vovô: com melhor ataque, Flu tem desafio contra sólida defesa do Botafogo

Fluminense e Botafogo vão se enfrentar pela terceira vez no ano, na noite desta quarta-feira (12), às 21h (de Brasília), no Maracanã. Nos outros dois confrontos, ambos no Engenhão pelo Campeonato Carioca, uma vitória para cada lado. Desta vez o jogo é válido pela 13ª rodada do Brasileirão.

O 'Clássico Vovô' tem tudo para ser novamente equilibrado. O Fluminense tem o melhor ataque do ano com 82 gols e o melhor ataque do Brasileirão com 21 gols marcados. Por outro lado, o Botafogo é mais sólido defensivamente e tem a quarta defesa menos vazada do campeonato.

Se o ataque Tricolor é muito efetivo, por outro lado a defesa é muito inconstante. Neste quesito o Botafogo é mais sólido e leva vantagem. O Alvinegro tem a quinta melhor defesa do Brasileirão, tendo sofrido apenas 12 gols, média de um gol por jogo.

Botafogo leva vantagem na defesa

Se o Fluminense vive numa crise de falta de confiança com os goleiros Júlio César e Diego Cavalieri, o Botafogo vive a dúvida de escolher entre Gatito Fernandez e Jefferson. O primeiro vive grande fase, enquanto o segundo retornou após 14 meses, contra o Atlético-MG, na 12ª rodada, com uma grande atuação com direito a defesa de pênalti.

Em todo o setor defensivo, o Botafogo é mais sólido também e os números comprovam isso. O Alvinegro sofreu 12 gols em 12 rodadas, enquanto o Flu sofreu 20 - a terceira pior defesa do Brasileirão. 

(Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)
(Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Atualmente, a dupla de zaga do Fluminense é formada por Henrique e Reginaldo. O primeiro é titular absoluto, enquanto o segundo se firmou como titular após aproveitar oportunidades que surgiram após as lesões de Renato Chaves e Nogueira. Por outro lado, Carli, Emerson Silva e Igor Rabello já jogam juntos como titular desde o início da temporada e passam mais segurança.

O principal problema defensivo do Fluminense vive nas laterais: na direita, Lucas começou bem a temporada, mas o rendimento caiu. Na esquerda, Léo é bastante criticado, embora tenha o apoio do técnico Abel Braga; Mascarenhas também ganhou algumas oportunidades como titular recentemente. Já no Alvinegro, Victor Luís é titular absoluto na esquerda e Arnaldo, que chegou recentemente, já se firmou entre os titulares com boas atuações.

Fluminense leva vantagem no ataque

Se o Botafogo domina na defesa, o Fluminense é superior do meio para o ataque. O Alvinegro só teve um destaque nesse setor na temporada: Bruno Silva. Rodrigo Lindoso e João Paulo, que também são titulares, não formam uma dupla melhor que Orejuela e Wendel, que possuem melhor saída de bola e contribuem mais ocupando mais espaços em campo. Na parte de criação, Gustavo Scarpa leva vantagem contra Camilo, que perdeu a vaga de titular recentemente por conta das baixas atuações.

No ataque, o Fluminense aumenta sua superioridade. Calazans e Wellington são mais eficientes e melhores do que Rodrigo Pimpão e Guilherme. Apesar de não contar com Henrique Dourado, artilheiro do ano e do Brasileirão, para o clássico desta quarta, o Fluminense conta com Richarlison, vice-artilheiro do tricolor na temporada e que leva vantagem contra Roger, titular do Alvinegro.

(Foto: Divulgação/Fluminense)
(Foto: Divulgação/Fluminense)

 

Fluminense FC