Doriva poupa Tiago Cardoso e indica titulares no Santa contra Independiente Medellín

Arqueiro será sacado pela primeira vez do time após seis anos, devido a críticas, e técnico indica força máxima para reverter desvantagem

Doriva poupa Tiago Cardoso e indica titulares no Santa contra Independiente Medellín
Treinador coral destaca importância de buscar a vaga na Copa Sul-Americana (Foto:

No jogo mais importante dessa temporada, o Santa Cruz não vai ter o maior ídolo dos últimos anos. Vindo de atuações ruins e abaixo das expectativas, o goleiro Tiago Cardoso foi barrado por Doriva e fica como opção no banco de reservas na noite dessa quarta-feira (28), no duelo ante o Independiente Medellín, na volta das oitavas-de-final da Copa Sul-Americana 2016.

Figueirense domina, vence Santa Cruz com gol relâmpago e deixa zona do rebaixamento

A contestação dos torcedores decorre do Brasileirão, uma vez que os corais possuem a pior defesa, com 44 gols sofridos em 27 partidas. No seu lugar, o treinador não faz mistério e confirma o reserva imediato, Edson Kölln, que atuou por somente duas vezes em 2016 e veio junto ao Luverdense no início do ano.

Tiago perde espaço após desconfiança da torcida (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)
Tiago perde espaço após desconfiança da torcida (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)

O arqueiro tricolor não ser titular contra os colombianos é inédito, já que só havia ficado de fora quando esteve suspenso ou lesionado. É a primeira vez em seis anos, quando chegou ao clube. O técnico explica que a instabilidade de Tiago foi o principal fator para poupá-lo, pois a torcida vinha pressionando.

"Tive uma conversa com Tiago, que é um grande ídolo mas, como todo jogador, tem seu momento de oscilação. Está acontecendo isso com ele. Tiago será preservado e não jogará. Ele até tem crédito com a torcida por sua história no clube, porém a falta de confiança nos jogos faz com que a gente efetive essa troca", declarou.

Reserva imediato, Edson Kölln volta a ter oportunidade depois de quatro meses (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)
Reserva imediato, Edson Kölln volta a ter oportunidade depois de quatro meses (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)

Quem também deve ganhar uma oportunidade entre os 11 na equipe é o lateral-esquerdo Allan Vieira, que também vinha desagradando e ficou sem espaço. Luan Peres, entretanto, foi improvisado na derrota para o Figueirense, mas por não ter rendido o esperado, foi sacado do time.

Mesmo sem dar pistas, o comandante do Mais Querido sinaliza força máxima, devendo definir a base com: Edson Kölln; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, Derley e João Paulo; Pisano, Grafite (Bruno Moraes) e Keno. A indefinição na referência é por conta da irregularidade de Grafite, com jejum e a necessidade do clube vencer por três tentos de diferença para ficar com a vaga.