Constantino Júnior demonstra favoritismo e é eleito novo presidente do Santa Cruz

Vice-presidente na atual gestão atropela rivais da chapa de oposição e alcança cargo máximo no Mais Querido pela primeira vez

Constantino Júnior demonstra favoritismo e é eleito novo presidente do Santa Cruz
Tininho atinge 65% dos votos e mantém escrita de vitórias da situação no pleito coral (Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz)

Durando pouco mais de nove horas, após atraso para iniciar, a eleição do Santa Cruz definiu Constantino Júnior como novo presidente para o próximo triênio. Representante da chapa de situação "Construindo com a Força da União", que tem como vice Tonico Araújo, Constantino acumulou 812 do total de 1.252 votos, correspondendo a 65%.

Na 47ª votação da história, o retrospecto da oposição segue negativo e com apenas uma vitória, de Edson Nogueira em 2006. Fábio Melo, em nome da "Santa Cruz do Povo", ficou na última posição com 190 sócios a favor, somando 15%, já a "Muda Santa Cruz", liderada por Albertino dos Anjos ficou na 2ª colocação com 250 eleitores, equivalendo a 20%.

Celebrando a conquista e mostrando amplo favoritismo para sair com êxito, Tininho discursou ao lado de todos os que compõem seu grupo. O atual vice-presidente executivo e de futebol tricolor destacou contar com dois adversários, uma marca inédita na votação e exaltou a parte financeira como fundamental para sua gestão.

Após atraso, Abdias Cabral de Moura Filho foi o primeiro sócio a votar (Foto: Mateus Schuler/VAVEL Brasil)
Após atraso no início, Abdias Cabral de Moura Filho foi o primeiro a votar (Foto: Mateus Schuler/VAVEL Brasil)

"Um pleito democrático, com três candidatos pela primeira vez. Cada gota de suor e o voto de confiança dado será retribuído a vocês, pois a cobrança é muito grande. Vamos mudar todo nosso plantel e terei que cumprir o planejamento orçamentário a risca, já que isso é o foco mais importante para o momento", afirmou o agora mandatário coral.

Terceiro colocado, Albertino critica todo o processo eleitoral e garante recorrer da decisão nas urnas: "Santa Cruz está sendo desrespeitado, mais uma vez, com toda a bagunça generalizada e fraude nas eleições. O próprio desembargador Erick Simões viu e comprovou existência de torcedores, sem estarem aptos, vindo votar. Uma torcedora, inclusive, alegou ter seis meses de sócia, o que não é permitido. Vamos à Justiça recorrer para impugnar o que estão fazendo", declarou o ex-dirigente do Mais Querido.