Santa Cruz segura pressão do Afogados, mas é eficiente e vence a primeira no Estadual

No sufoco, os tricolores aproveitaram o desperdício de chances dos sertanejos e venceram pela pela primeira vez no campeonato

Santa Cruz segura pressão do Afogados, mas é eficiente e vence a primeira no Estadual
Foto: Cláudio Gomes/Afogados FC
Afogados
0 1
Santa Cruz
Afogados: EVANDRÍZIO; THYEGO (ROSIVALDO), ALGODÃO, OSEAS E THALISON; MADSON, DOUGLAS E TARCÍSIO; ROGER, ETINHO E WILLIAN (HUGO). TÉCNICO: PEDRO MANTA.
Santa Cruz: RICARDO ERNESTO, JOÃO ANANIAS, AUGUSTO SILVA, GENÍLSON E HENRIQUE ÁVILA; JORGINHO, LUIZ OTÁVIO E ARTHUR REZENDE; AUGUSTO, VINÍCIUS E ROBINHO. TÉCNICO: JÚNIOR ROCHA.
Placar: 0-1, MIN.35, AUGUSTO SILVA.
ÁRBITRO: PÉRICLES BASSOLS, AUXILIADO POR RICARDO CHIANCA E BRUNO VIEIRA. AMARELOS: ALGODÃO (MIN.45)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 6ª RODADA DO CAMPEONATO PERNAMBUCANO 2018, SENDO DISPUTADA NO ESTÁDIO VIANÃO, EM AFOGADOS DA INGAZEIRA.

Em busca da primeira vitória no Campeonato Pernambucano 2018 e de se afirmar após o bom resultado contra o Treze pela Copa do Nordeste, o Santa Cruz visitou o estádio Vienão para enfrentar o Afogados, em partida atrasada pela 6ª rodada da competição. Com desfalques importantes, como o goleiro Tiago Machowski, a Cobra Coral venceu por 1 a 0 e comemorou a primeira vitória no campeonato. Mesmo assim, o futebol demonstrado na competição regional não se repetiu, principalmente pela estratégio escolhida pelo técnico Júnior Rocha para manter o placar.

O Santa Cruz volta a jogar no próximo sábado às 18h30, quando acontece no Arruda o "Clássico das Emoções", como é conhecido o clássico contra o Náutico. Já o Afogados tenta se recuperar da derrota na partida contra o ´Pesqueira, também no sábado, às 20h30

Mesmo dominado, Santa Cruz é mais eficaz

A partida começou tendo um certo equilíbrio, com os donos da casa possuindo maior posse de bola, mas os tricolores exerciam uma pressão que dificultava a saída do Afogados. Chegando na maioria das vezes pelos lados, a Cobra Coral teve a primeira chance do jogo com Ávila, aos 11 minutos em chute de longa distância, obrigando Evandrizio a fazer boa defesa.

Depois disso, o Afogados cresceu no jogo, mostrando porque é um dos melhores times do interior na competição. Atacando principalmente pelo lado esquerdo, eram construídas boas jogadas, mas que se desfaziam pela má concretização do último passe. Mesmo completamente instável em campo, o Santa Cruz aproveitou a ineficiência dos afogadenses. Aos 35 em cobrança de escanteio, Augusto Silva subiu mais que todo mundo e cabeceou para o fundo do gol. Após o gol, os tricolores ficaram mais soltos em campo e as boas chances criadas com Ávila no começo voltaram a aparecer.

Pressão total dos sertanejos

Assim como o primeiro tempo, a segunda etapa também começou equilibrada, mas dessa vez com os dois times buscando o ataque. Aos 7 minutos, Augusto recebeu cruzamento de Ávila e desviou para as redes, mas o gol foi anulado após o bandeirinha assinalar impedimento.

Se impondo pelos lados, foi assim que o Coruja continuou dando trabalho para a defesa tricolor. Júnior Rocha, visando a manutenção da vantagem, preferiu administrar o resultado. O Afogados aproveitou o espaço que foi dado e aumentou a pressão. A partir dos 30 minutos, a equipe coral ficou totalmente acuada e praticamente não ficou com a bola, levando risco de tomar o empate a qualquer minuto. Apesar disso, os tricolores seguraram e saíram vitoriosos pela primeira vez no campeonato.