Thiago Silva agradece Tite por nova chance na Seleção e manda recado aos filhos: "Papai voltou"

Zagueiro entrou em campo contra a Argentina aos 41 minutos do segundo tempo, substituindo Miranda

Thiago Silva agradece Tite por nova chance na Seleção e manda recado aos filhos: "Papai voltou"
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Após um ano e cinco meses longe da Seleção Brasileira, o zagueiro Thiago Silva voltou a disputar um jogo com a camiseta amarelinha. O defensor do Paris Saint-Germain substituiu Miranda aos 41 minutos do segundo tempo na vitória sobre a Argentina, por 3 a 0, no Mineirão, na noite dessa quinta-feira (10).

Na zona mista depois do jogo, válido pela 11ª rodada das Eliminatórias da América do Sul à Copa do Mundo de 2018, o atleta agradeceu ao técnico Tite pela chance de poder voltar a defender a Seleção. Ele também mandou um recado para seus filhos.

Já estava muito feliz pelo meu retorno, por tudo que passei, ainda poder voltar com o professor Tite. Quero agradecer, diante de vocês, a oportunidade que ele tem me dado e claro que é um momento especial. Sempre sonhei com esse retorno, principalmente pelos meus filhos, que sempre perguntavam porque eu não estava na Seleção. Então, hoje, tenho muito orgulho de falar ‘o papai voltou’”, disse.

Thiago Silva marca Messi durante o jogo dessa quinta-feira (Foto: Ricardo Botelho/LatinContent/Getty Images)
Thiago Silva marca Messi durante o jogo dessa quinta-feira (Foto: Ricardo Botelho/LatinContent/Getty Images)

Capitão na Copa do Mundo de 2014, Thiago Silva sofreu com críticas após chorar antes das cobranças de pênaltis diante do Chile, nas oitavas de final, no Mineirão. O defensor também foi crucificado por colocar a mão na bola e ser determinante para a derrota por 4 a 3 nos pênaltis contra o Peru, culminando na eliminação da Seleção Brasileira nas quartas de final da Copa América de 2015.

É um momento especial, por tudo que passei aqui na Seleção”, relembrou o atleta, que não esteve em campo durante o 7 a 1 sofrido pela Alemanha, na semifinal da Copa de 2014, no Mineirão. “Principalmente, pelo último jogo aqui no Mineirão. Todo mundo sabe o que aconteceu e, hoje, demos a volta por cima. Claro que aquela situação a gente nunca vai apagar, mas acho que valeu o apoio do torcedor, o entendimento daquilo que a gente tinha do jogo hoje, que era a catimba do adversário. Então, a leitura do jogo foi muito correta”, concluiu.

O Brasil volta a campo no dia 16/11 para enfrentar o Peru, em Lima. A equipe canarinho lidera as Eliminatórias da América do Sul à Copa do Mundo de 2018. O esquadrão brasileiro soma 24 pontos, um a mais que o segundo colocado Uruguai.