Lateral-esquerdo Ramon pede empenho aos atletas do Vasco no retorno a São Januário

Jogador enfatizou a necessidade de minimizar os erros cometidos após duas semanas de treinamento; jogo irá marcar estreia de Zé Ricardo à frente do comando técnico do clube

Lateral-esquerdo Ramon pede empenho aos atletas do Vasco no retorno a São Januário
Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama

Após entrar com recurso na Justiça, o Vasco da Gama poderá voltar a jogar no Estádio de São Januário. Porém, sem o apoio do torcedor. O time vai seguir o cumprimento da punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e não poderá receber o apoio da torcida. Porém, o fato de jogar no Caldeirão anima o elenco cruzmaltino. Em entrevista coletiva concedida nessa terça-feira (5), o lateral-esquerdo Ramon falou sobre o retorno ao local onde o time carioca manda seus jogos.

“Sentimento é de volta para casa em São Januário, apesar da falta da torcida. Mesmo assim somos fortes aqui dentro. Temos que impor nosso jogo para vencermos o Grêmio. Ainda não atuei aqui desde a minha volta e estou ansioso para esse reencontro e principalmente para ver o Caldeirão ferver com o apoio da torcida o quanto antes. Alguém disse que a torcida viria para ficar do lado de fora. Estou sentindo falta do caldeirão cheio. Se eles puderem estar na nossa chegada sábado, claro que vai motivar, dar vontade de vencer. Dá para escutar se cantarem do lado de fora”, explicou.

Além de voltar a jogar em seu estádio, o duelo contra a equipe gaúcha tem a estreia de Zé Ricardo no comando técnico do Vasco da Gama. Já são duas semanas de trabalho desde sua chegada e apresentação, mas nenhum jogo. Quando o Vasco venceu o Fluminense, o auxiliar Valdir Bigode comandou a equipe.

Foto: Paulo Fernandes|Vasco

Sobre o fato da estreia de Zé, Ramon comentou que houve tempo suficiente para as primeiras ideias e impressões serem entendidas e reproduzidas em campo. Ainda assim, o lateral-esquerdo destacou que o elenco está ciente de que vai precisar de um pouco mais de tempo para a totalidade de suas ideias serem transmitidas.

“O Zé Ricardo é um cara perfeccionista e está fazendo um grande trabalho, nos diz como quer que o time jogue. Tem implantado a maneira dele de pensar futebol e temos assimilado bem rápido. Em relação ao próximo jogo, o Grêmio tem um grupo forte, homogêneo. Quem entrar vai querer mostrar serviço porque já tem um jogo importante depois. Esse espírito que eles vão jogar, mas nós também estaremos preparados e motivados", disse.

"Tem que dar para assimilar. Por sorte, tivemos essas duas semanas. Não vai ser 100% taticamente, mas nosso já vai ser diferente, imagino. Temos que assimilar rápido e diminuir os erros. A execução pode levar dois, três jogos. É uma mudança de estilo. Milton Mendes gostava de velocidade, e o Zé mais de posse de bola, de construção de jogadas. Temos que trocar esse chip. Eu prefiro um jogo mais calmo, com a bola, cansando o adversário. Temos tudo para fazer um bom jogo”, concluiu.

O Vasco da Gama segue a preparação para os treinamentos na manhã desta quarta-feira (6), em São Januário. O duelo contra o Grêmio será disputado às 18 horas deste sábado (9), pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A