Simon Yates ganha na última etapa do Tour de
France nos Pirineus 
ASO/Tour de France

Simon Yates ganha na última etapa do Tour de France nos Pirineus 

Décimo quinto estágio teve 185 km entre Limoux e o alto Prat d’Albis

ismailfilho
Ismail Filho

O britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) venceu a 15ª etapa do Tour de France, neste domingo (21), mas o grande destaque do último dia nas montanhas dos Pirineus foi a disputa pela camisa amarela. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) mostrou novamente estar em grande forma. Ele deixou os principais rivais para trás e chegou na segunda colocação. O francês subiu para a quarta posição na classificação geral e está 15’’ atrás do vice-líder Geraint Thomas (Ineos). Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep) não resistiu ao ritmo dos favoritos, tomou tempo, mas conseguiu manter a camisa com 1’35’’ de vantagem para Thomas.

Depois da chegada ao alto do Torumalet no sábado (20), o 15ª estágio teve 185 km entre Limoux e o alto Prat d’Albis. Foram três subidas de categoria 1 nos últimos 80 km do percurso, incluindo o Prat d’Albis, com 11,8 km de extensão e 6,9% de inclinação média.

Depois do desastre no Tourmalet, a equipe Movistar montou uma estratégia ousada para tentar recuperar um pouco do tempo perdido. Nairo Quintana (Movistar) começou o dia mais de sete minutos atrás do líder e saiu na fuga junto com Romain Bardet (AG2R La Mondiale) e Daniel Martin (UAE-Emirates) para perseguir Simon Yates e Simon Geschke (CCC), que já estavam escapados. Pouco depois, Mikel Landa (Movistar) lançou um ataque junto com dois gregários e encontrou Quintana no início da escalada do Prat d’Albis, mas o colombiano mostrou que está longe da melhor forma e sobrou.

Pouco a pouco os fugitivos foram neutralizados na montanha. Enquanto isso, o primeiro movimento no pelotão de elite foi de Thibaut Pinot. Ele percebeu que os adversários não estavam em um bom dia, após a escalada brutal do Tourmalet, e atacou. Egan Bernal (Ineos), Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe) e Alaphilippe até tentaram acompanhar, mas não tiveram pernas. Pinot alcançou Landa e os dois chegaram juntos até a linha final. O atleta da Groupama-FDJ ainda sprintou e fechou na segunda colocação, faturando bônus de seis segundos.

Alaphilippe, que não é considerado um escalador nato, fez força demais e foi alcançado novamente pelo grupo de Geraint Thomas e Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma). O britânico ainda acelerou e deixou o camisa amarela para trás. Mesmo assim, o francês chegou a tempo de vestir a “maillot jaune” pelo 11º dia. A vantagem de Julian Alaphilippe para Thomas é de 1’35’’, porém, a diferença do segundo colocado para o sexto Buchmann é de apenas 39 segundos.

Apesar das dificuldades, Alaphilippe comemorou a manutenção da camisa amarela. “Esperava um dia muito difícil como foi hoje. Eu dei tudo. Meu time fez um trabalho realmente de Deus para proteger a camisa amarela e controlar a prova. No final eu não estava conseguindo. Mas estou realmente feliz por ficar em amarelo”.

A despeito da briga pela classificação geral, ninguém conseguiu alcançar Yates que venceu sua segunda etapa neste ano e quebrou a sequência de um ganhador diferente por dia no Tour de France 2019.

Enquanto isso, Pinot festejou mais um resultado importante nas montanhas. “O dia estava favorável para mim, uma bela montanha, como eu gosto. Eu tive que aproveitar. Estava com um sentimento bom. Sabia que o final era mais plano para que eu pudesse atacar antes, na parte íngreme”, declarou.

L'Etape Brasil

O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação da etapa:

1- Simon Yates (Mitchelton-Scott): 4h47’04’’ (Bônus: 15’’)

2- Thibaut Pinot (Groupama-FDJ): +33’’ (Bônus: 6’’)

3- Mikel Landa (Movistar): +33’’ (Bônus: 4’’)

4- Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe): +51’’

5- Egan Bernal (Ineos): +51’’

Classificação geral:

1- Julian Alaphilippe (Deceuninck – QuickStep): 61h00’22’’

2- Geraint Thomas (Ineos): +1’35’’

3- Steven Kruijswijk (Jumbo-Visma): +1’47’’

4- Thibaut Pinot (Groupama-FDJ): +1’50’’

5- Egan Bernal (Ineos): +2’02’’

Classificação por pontos:

1- Peter Sagan (Bora - Hansgrohe): 284 pts

2- Sonny Colbrelli (Bahrain-Merida): 191 pts

3- Michael Matthews (Sunweb): 187 pts

Classificação de melhor escalador:

1- Tim Wellens (Lotto Soudal): 64 pts

2- Thibaut Pinot (Groupama-FDJ): 50 pts

3- Thomas De Gendt (Lotto Soudal): 37 pts

Classificação do melhor jovem:

1- Egan Bernal (Ineos): 61h02’24’’

2- David Gaudu (Groupama-FDJ): 12’29’’

3- Enric Mas (Deceuninck – Quick-Step): +33’16’’

VAVEL Logo